Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > InforMMA > Brasil vai buscar recursos na COP 25 para financiar preservação ambiental
Início do conteúdo da página

Notícias

Brasil vai buscar recursos na COP 25 para financiar preservação ambiental

Publicado: Segunda, 02 Dezembro 2019 11:53 Última modificação: Segunda, 02 Dezembro 2019 12:14
Crédito: Ascom MMA Brasil vai buscar recursos na COP 25 para financiar preservação ambiental
Em sua participação oficial na Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP 25), em Madri, na Espanha, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que o principal objetivo do Brasil no evento, além de demonstrar que irá cumprir o Acordo de Paris, é buscar recursos para financiar políticas de preservação ambiental.
 
A COP 25, que começou nesta segunda-feira (2) e vai até o dia 13 de dezembro, reúne 195 países para discutir os detalhes técnicos e legais do Acordo de Paris para o clima. O acordo, adotado na COP-21, que aconteceu em 2015 em Paris, estabelece, no artigo 6, que países desenvolvidos forneçam ajuda financeira às nações em desenvolvimento para custear ações que promovam o desenvolvimento sustentável. Captar esses recursos é a principal missão do ministro do Meio Ambiente.
 
“Nosso objetivo é fazer valer a promessa dos países ricos para com os países em desenvolvimento de prover recursos no montante necessário e suficiente para remunerar pelo trabalho de preservação que o Brasil já faz”, afirmou Salles.
 
De acordo com ele, é necessário que o volume de recursos, compatível com o trabalho de preservação da Amazônia, passe a fluir já a partir do próximo ano. “Queremos a definição da participação brasileira no fundo de 100 bilhões de dólares anuais por estar trabalhando para descarbonizar nossa economia”.
 
O Acordo de Paris tem o objetivo de reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) no contexto do desenvolvimento sustentável. O compromisso é manter o aumento da temperatura média global em menos de 2°C e envidar esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5°C.
 
As principais metas do Brasil são reduzir 37% nas emissões de gases de efeito estufa até 2025 (tendo como ponto de partida as emissões de 2005) e a possível redução de 43% das emissões até 2030. Para atingir os objetivos, o país se comprometeu a aumentar a participação de bioenergia sustentável na sua matriz energética para aproximadamente 18% até 2030; restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares de florestas; e alcançar uma participação estimada de 45% de energias renováveis na composição da matriz energética em 2030.
 
 
Ascom MMA
(61) 2028-1227
Fim do conteúdo da página