Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > InforMMA > Mais Notícias > Controlado incêndio na Chapada dos Veadeiros
Início do conteúdo da página

Notícias

Controlado incêndio na Chapada dos Veadeiros

Operação mobilizou 90 pessoas, entre brigadistas do ICMBio e Ibama, bombeiros e voluntários, além de aeronaves. Ao todo, foram queimados cerca de 6,5 mil ha de vegetação no interior e entorno do parque
Publicado: Segunda, 30 Setembro 2019 19:11 Última modificação: Quinta, 03 Outubro 2019 21:42 Autor: Elmano Augusto Ferreira Cordeiro
Crédito: Ascom ICMBio O trabalho dos brigadistas agora é evitar o surgimentos de novos focos de incêndio O trabalho dos brigadistas agora é evitar o surgimentos de novos focos de incêndio
Brasília – O incêndio florestal que atingia o Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO) foi extinto nesse final de semana, informou o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio). O trabalho de contenção do fogo, que avançava sobre a vegetação há uma semana, foi feito por brigadistas do órgão, com apoio do Ibama e do Corpo de Bombeiros do Estado de Goiás, além de voluntários.

O esforço, agora, está concentrado no monitoramento das áreas atingidas pelo incêndio, a fim de que os focos não retornem. O fogo destruiu, aproximadamente, 6,5 mil hectares (ha) de vegetação, sendo 3 mil no interior do parque e mais 3,5 mil ha no entorno.

O primeiro foco a ser extinto foi o do Sertão Zen, na sexta-feira (27). O outro, na Serra da Boa Vista/Rio dos Couros, estava fora dos limites da unidade e foi debelado no final da tarde do sábado (28).

Na manhã de domingo (29) ainda foi detectada uma outra frente de incêndio, na região Terra do Segredo. Os brigadistas foram deslocados para o local, mas a chuva favoreceu a extinção total do fogo.

O presidente do ICMBio, Homero Cerqueira, agradeceu aos brigadistas, bombeiros e voluntários pelo engajamento e esforço no combate ao incêndio. Ele ressaltou que o fogo não afetou nenhum dos atrativos do parque, que segue aberto à visitação.

A Operação Alto Paraíso contou com 90 pessoas, entre brigadistas do ICMBio, do Ibama, bombeiros militares e voluntários da Rede Contra o Fogo. O diretor de Criação e Manejo de Unidades de Conservação (Diman), Marcos de Castro Simanovic, acompanhou os trabalhos no local.

Os brigadistas contaram com apoio aéreo de um helicóptero do Corpo de Bombeiros para o deslocamento de tropas e quatro aviões tanques do ICMBio para lançamento de água, além de 18 viaturas terrestres.

Ascom MMA – (61) 2028-1227 – com informações da Comunicação ICMBio – (61) 2028 9280
Ler 446 vezes Última modificação emQuinta, 03 Outubro 2019 21:42
Fim do conteúdo da página