Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

MMA anuncia programa de qualidade do ar

No Dia Mundial do Meio Ambiente, ministro diz que vai criar rede nacional de monitoramento da poluição atmosférica. Ideia é ter pelo menos uma estação em cada uma das capitais brasileiras
Publicado: Quarta, 05 Junho 2019 19:59 Última modificação: Quinta, 06 Junho 2019 14:47
Crédito: Rubens Freitas/Ascom MMA Ministro Ricardo Salles discursa durante solenidade do Dia Mundial do Meio Ambiente, no auditório do MMA Ministro Ricardo Salles discursa durante solenidade do Dia Mundial do Meio Ambiente, no auditório do MMA
Brasília – O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, anunciou na tarde desta quarta-feira (5) o projeto de criação da Rede Nacional de Monitoramento da Qualidade do Ar. A ideia é instalar em cada uma das capitais brasileiras, pelo menos, uma estação para verificar o nível da poluição atmosférica.

A partir dos dados colhidos pelas estações de monitoramento, o Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com estados e municípios, poderá definir as melhores políticas públicas para combater a poluição do ar nas cidades, de acordo com a realidade de cada local.

selo Semana
“A luta contra a poluição do ar é de extrema importância. É uma preocupação que já vem dos tempos em que era secretário do Meio Ambiente de São Paulo, quando trabalhamos juntos com a Cetesb (Companhia ambiental do estado) no esforço para combater esse mal”, lembrou o ministro.

Ele disse ainda que o projeto está em sintonia com a Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana, a grande prioridade de sua gestão à frente do MMA. Além da poluição do ar, a agenda tem como temas resíduos sólidos, lixo no mar, áreas verdes, saneamento e qualidade das águas e áreas contaminadas.

O anúncio foi feito durante a solenidade de comemoração do Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado nesta quarta-feira, no auditório Ipê Amarelo, do edifício-sede do Ministério do Meio Ambiente, em Brasília. A data tem como tema este ano “Poluição do ar”.

CAMPANHA
POLUICAO DO AR 2


Ainda durante a solenidade, foi lançada a campanha Respire Vida, da ONU Meio Ambiente em parceria com a OPAS e a OMS (organizações pan-americana e mundial da saúde), que tem como destaque a publicação "16 Medidas para melhorar a qualidade do ar nos municípios”.

Para reforçar o movimento, os participantes do evento posaram com máscaras descartáveis de proteção respiratória (foto acima), numa performance coletiva para simbolizar a importância da união de todos contra esse grave problema que é a poluição do ar no Brasil e no mundo.

A campanha, que tem o apoio do MMA e do Ministério da Saúde, busca mobilizar as cidades para proteger a saúde das pessoas e do planeta dos efeitos noviços da contaminação do ar. A iniciativa conta com a participação de especialistas em saúde pública e meio ambiente que deverão compartilhar e divulgar soluções para a questão da poluição atmosférica como apoio aos objetivos globais de desenvolvimento.
 
Além do ministro Ricardo Salles e da secretária-executiva do MMA, Ana Maria Pellini, o evento contou com a presença do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e representantes da ONU Meio Ambiente, Denise Hamú, da OPAS, Socorro Grossi, da Cetesb, Carlos Santos, do Instituto Alana, Pedro Hartung, e da União da Indústria de Cana-de-Açúcar de São Paulo (Unica), Evandro Gussi, além do advogado e ambientalista Fabio Feldmann.

Ascom MMA
(61) 2028-1227
Fim do conteúdo da página