Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Saco é um Saco

 

 

Durante muito tempo,

utilizar sacos e sacolas plásticas era algo normal e aparentemente inofensivo. Apenas recentemente o cidadão comum e mesmo os ambientalistas descobriram o real impacto causado pelos sacos plásticos na natureza.

Chamar a atenção sobre o enorme impacto ambiental dos sacos plásticos

e sugerir outros caminhos para um consumo consciente é o objetivo maior desta campanha lançada pelo Ministério do Meio Ambiente, e que tem um nome super sugestivo: Saco É Um Saco.

E se você pensar, realmente, saco plástico é um saco pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra você!

Os sacos e sacolas plásticas são produzidos a partir do petróleo ou gás natural, dois tipos de recursos naturais não-renováveis.

O impacto das sacolinhas começa aí: como consumimos sacolas plásticas aos bilhões em todo o mundo, e sendo elas descartáveis, a pressão por esses recursos naturais só aumenta.

Depois de extraído, o petróleo passa pelo refino, que consome água e energia e ainda emite gases de efeito estufa e efluentes.

O plástico é um material altamente resistente, e por isso as sacolas plásticas podem durar até 400 anos na natureza!

Enquanto isso, elas ajudam a deixar mais sujas as cidades, florestas e oceanos, sendo depósito para água das chuvas e berçário para mosquitos, entupindo bueiros e causando a morte de animais.

A sacola plástica não é a vilã do meio ambiente, mas seu consumo excessivo é um grande problema ambiental.

E O QUE FAZER?

Os problemas ambientais das sacolinhas plásticas são muitos, por que elas são muitas - são bilhões todos os anos! - e está em nossas mãos diminuir esse impacto. A saída mais saudável é você, aliás, somos todos nós mudarmos hábitos que nos acompanham há muitos anos. Pode não parecer lá muito fácil... mas é!

Descubra no site da campanha outras dicas

Você está em um supermercado e na hora que o rapaz for ensacar as suas compras, diga apenas: "Não, obrigado!". Leve suas compras em sacolas retornáveis ou caixas de papelão que muitas lojas já oferecem aos seus clientes. É desta forma que, pouco a pouco, as coisas vão se transformando. O que você fez se chama consumo consciente.

Portanto, participe! Descubra neste site outras dicas de como você pode reduzir seu consumo de sacolas plásticas e que, muitas vezes, você pode apenas dizer "não, obrigado!".

Recusar ou diminuir o consumo de sacos e sacolas plásticas, adotar uma sacola retornável ou outra alternativa são ações típicas do consumidor consciente. Reduzir o consumo de sacolas plásticas é só o começo de uma sociedade mais sustentável.

Saco é um saco. Pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra você.

HTML clipboardParcerias

A campanha do Ministério do Meio Ambiente tem o apoio de diversas instituições e empresas que defendem o consumo consciente. Confira:

Parceiros institucionais

 

Apoiadores

Empresas, escolas, prefeituras, ONGs - tem muita gente apoiando a campanha Saco é um Saco! Cada uma a seu jeito, estas instituições divulgam a campanha e seus preceitos entre seus colaboradores e nas suas ações de educação ambiental. Agradecemos a todos e temos certeza de que com essa ajuda preciosa atingiremos ainda mais brasileiros!

ASEEL – Associação dos Empregados da Eletronorte
Associação de Donas de Casa da Bahia
Associação Educara - Sumaré/PB
Ateliê Kátia Pin - Santos/SP
Auto Viação Salineira
CADIS 3 - Verdegreen Hotel
CCR RodoNorte
CEMPRE - Compromisso Empresarial para a Reciclagem
Centro Espírita Caminho e Esperança - Macajuba/BA
Centro de Logística e Apoio a Natureza - CLEAN
Cooperforte - Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais Ltda.
Econtexto Idéias Ecológicas
Fields-Inovatec – Inovações Tecnológicas Ltda.
Infotec Brasil.
Instituto Agronelli de Desenvolvimento Social.
Instituto de Desenvolvimento Regional do Oeste do Paraná (IDR-Oeste).
Instituto Vladimir Herzog.
Intelig Telecomunicações.
Litografia Bandeirantes.
Núcleo de Apoio Integral à Criança e ao Adolescente (NAICA) da Prefeitura de Uberlândia/MG.
Núcleo de Responsabilidade Corporativa do Centro Universitário Jorge Amado - UNIJORGE Sustentável de Irecê/BA.
Núcleo Regional de Educação de Jacarezinho/RJ.
Ong Angakira – Guaxupé/MG.
OSCIP Direito à Justiça - Bahia.
Ouro Verde Transporte e Locação S.A.
Prefeitura de Regeneração/PI.
Previdência Social - Ministério da Previdência Social.
Programa Preservando Para o Futuro - PREFUTURO.
Projeto Ecobolsa Brasil.
Revista Terra da Gente.
SCA Etanol do Brasil.
Secretaria de Desenvolvimento Econômico de Maragojipe/BA.
Secretaria de Gestão Ambiental de São Bernardo do Campo/SP.
Secretaria de Gestão Ambiental de São Bernardo do Campo/SP.
Secretaria de Meio Ambiente de Petrópolis/RJ.
Secretaria de Meio Ambiente de Venda Nova do Imigrante/ES.
Secretaria de Turismo de Caldas Novas/GO.
Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Contagem/MG
Secretária Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Irecê/BA
Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Saneamento de Arapiraca/AL
SincoPeças - GO
Sociedade Civil Preservação
Sociedade Formigas
Sulamérica Seguros
Supermercados Beira Rio – Piracicaba/SP
Supermercado Enxuto
Supermercados Guanabara
Supermercados São Vicente/SP
TOTUS Socioambiental

Rádios Apoiadoras

Transamérica - Nacional
Eldorado FM - São Paulo
CBN - São Paulo
Jovem Pan - São José dos Campos
Tribuna FM - Santos
Guarujá FM - Guarujá
Globo FM - Rio de Janeiro
CBN - Rio de Janeiro
Rádio Cidade - Rio de Janeiro
Nativa FM - Rio de Janeiro
CBN - Brasília
Antena 1 FM - Minas Gerais
Jovem Pan FM - Espírito Santo
Vitória AM - Espírito Santo
Rio Mar - Amazonas
Band FM - Santa Catarina
Rádio Guaíba - Rio Grande do Sul
Metrópole FM - Bahia
Difusora Acreana - Acre
Belém 104,9 FM - Pará
Verdes Mares AM - Ceará
FM 93 - Ceará
Folha - Pernambuco
O Jornal - Alagoas
Terra FM - Goiânia
Cultura AM - Mato Grosso
Gazeta/CBN - Mato Grosso
Clube FM - Paraná
Rádio Clube de Goiânia - Goiás
Rádio FM - Piauí

Fim do conteúdo da página