Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Banco de Boas Práticas

O Banco de boas práticas da Agenda Ambiental na Administração Pública (A3P) é um registro das melhores práticas na área de responsabilidade socioambiental de órgãos e instituições parceiras da A3P. Ele dá conhecimento público do sucesso de programas e projetos desenvolvidos pelo setor público dentro de diretrizes socioambientais, premiadas pelo programa A3P.

É fato que nem toda boa prática nos órgãos públicos está aqui documentada. É preciso reconhecer que a capacidade de criar e implementar ações socioambientais no setor público nem sempre está associada à A3P e nem sempre foi premiada pelo programa. A A3P parabeniza esses atores anônimos, discretos, e os convida a se integrarem ao programa pelo muito que têm a contribuir e ensinar para todos os demais.

O prêmio A3P visa reconhecer e documentar as melhores práticas, possibilitando a troca de experiências, compartilhando as ideias e promovendo o enriquecimento mútuo sobre o tema.

O prêmio acontece a cada dois anos, possuindo um histórico de grande incidência de inscrições dos mais diversos recantos do país, mostrando que os órgãos e instituições têm orgulho do que fazem e querem difundir seus casos de sucesso para todo país.

Estes casos de sucesso revelam para a A3P e para a sociedade que é possível fazer uma boa gestão sob os princípios da sustentabilidade com efeitos ambientais e sociais irreversíveis. Eles mostram que há necessidade de adoção de diretrizes socioambientais nos órgãos públicos por ser o que há de mais moderno no planeta.
 
 
Chamada pública "Boas práticas A3P"
Email boas praticas A3P
Para ampliar o seu Banco de Boas Práticas, o Ministério do Meio Ambiente e o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente firmaram uma parceria para identificar e divulgar boas práticas que possam auxiliar prefeitos, secretários e outros gestores públicos dos 5.570 municípios brasileiros a implementarem programas de sustentabilidade.
 
Órgãos públicos do Executivo, Legislativo e Judiciário, instituições de ensino e pesquisa, empresas públicas e privadas, cooperativas e organizações não governamentais estão convidados a participar desta chamada pública e inscrever gratuitamente suas iniciativas (práticas, projetos, programas e políticas) que apresentam resultados positivos concretos até o dia 29 de novembro de 2018 (prorrogado).
 
Para mais informações clique AQUI!
 
Fim do conteúdo da página