Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Publicações > Biodiversidade > Agrobiodiversidade
Início do conteúdo da página

Agrobiodiversidade

Biodiversidade Brasileira: sabores e aromas
Tamamho do Arquivo:
34.35 MB
Data:
03 de Julho de 2019

2018 906p. Editores: Raquel de Andrade Cardoso Santiago e Lidio Coradin.

O Ministério do Meio Ambiente apresenta à sociedade esta que é uma das primeiras publicações na área gastronômica em âmbito mundial voltada, exclusivamente, para receitas com ingredientes de espécies nativas.

Biodiversidade brasileira: sabores e aromas é uma valiosa reunião de receitas, criadas ou revisitadas por chefs, gastrônomos, cozinheiros e nutricionistas, com o intuito de promover ações para a elaboração de dietas mais saudáveis e sustentáveis, além do resgate de elos culturais perdidos ao longo do tempo.

A obra possui 335 receitas que trazem de volta os valores regionais, para que as pessoas possam desfrutar o máximo de espécie nativa. Ela certamente fortalece e oportuniza o uso mais amplo da flora brasileira, visto que prioriza o uso de 64 espécies nativas, entre frutos, castanhas e hortaliças, da flora brasileira encontradas nas publicações da Iniciativa Plantas para o Futuro.

O livro, fruto do Projeto Biodiversidade para Alimentação e Nutrição - BFN, é resultado de um grande esforço colaborativo, que contou com a participação de instituições federais, estaduais e do setor privado, e com o envolvimento de dezenas de professores, pesquisadores e estudantes das diferentes regiões do país, com vistas a ampliar a segurança alimentar e nutricional, além de fortalecer as ações de conservação e manejo sustentável da agrobiodiversidade.
 
“A publicação "Biodiversidade Brasileira: sabores e aromas" é apresentada em versão digital: PDF. Para acessar a versão, clique em "Download’.
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Nordeste
Tamamho do Arquivo:
41.95 MB
Data:
21 de Dezembro de 2018
2018. 1314p. Editores: Lidio Coradin, Julcéia Camillo e Frans Germain Corneel Pareyn

O livro "Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Nordeste" é o terceiro de uma série de cinco livros que estão sendo publicados no âmbito da Iniciativa "Plantas para o Futuro" e do Projeto BFN (Biodiversidade para Alimentação e Nutrição).

Estas publicações têm como objetivo a ampliação do conhecimento sobre a biodiversidade brasileira, a conservação dos seus componentes e a promoção do uso das espécies nativas de valor econômico atual ou potencial, de uso local ou regional. Além dos livros referentes às regiões Sul, Centro-Oeste e Nordeste, já disponibilizados para o público, o Ministério do Meio Ambiente vem concentrando esforços para finalizar as publicações referentes as regiões Norte e Sudeste.

A Iniciativa Plantas para o futuro visa fundamentalmente a identificação de espécies nativas da flora brasileira que possam ser utilizadas como novas opções para a agricultura familiar na diversificação dos seus cultivos, ampliação das oportunidades de investimento pelo setor empresarial no desenvolvimento de novos produtos e na melhoria e redução da vulnerabilidade do sistema alimentar brasileiro.

Outro aspecto importante desta publicação é o estimulo produtivo e o fortalecimento da participação das comunidades locais, contribuindo para estreitar as relações entre o produtor e o consumidor. Além disso, objetiva evidenciar os benefícios socioeconômicos e ambientais decorrentes da biodiversidade nativa, oferecendo à sociedade produtos diversificados, de modo a suprir a crescente demanda por novas espécies de interesse alimentício, medicinal, cosmético, aromático, entre outros.

Da mesma forma, a iniciativa contribui para o resgate de compromissos internacionais assumidos pelo Brasil, particularmente no que se refere à promoção do uso sustentável de componentes da biodiversidade brasileira, a exemplo da Convenção sobre Diversidade Biológica e do Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para a Alimentação e a Agricultura.

A publicação "Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial - Plantas para o Futuro - Região Nordeste" é apresentada em versão digital: PDF. Para acessar a versão, clique em "Download’
Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Centro-Oeste
Tamamho do Arquivo:
56.50 MB
Data:
27 de Julho de 2017

2016. 1160p. Editores: Roberto Fontes Vieira, Julcéia Camillo e Lidio Coradin

O livro "Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Centro-Oeste" é o segundo de uma série de cinco livros que estão sendo publicados no âmbito da Iniciativa "Plantas para o Futuro" e do Projeto BFN (Biodiversidade para Alimentação e Nutrição).

Estas publicações têm como objetivo a ampliação do conhecimento sobre a biodiversidade brasileira, a conservação dos seus componentes e a promoção do uso das espécies nativas de valor econômico atual ou potencial, de uso local ou regional. Além dos livros referentes às regiões Sul e Centro-Oeste, já disponibilizados para o público, o Ministério do Meio Ambiente vem concentrando esforços para finalizar as publicações referentes as regiões Nordeste, Norte e Sudeste.

A Iniciativa Plantas para o futuro visa fundamentalmente a identificação de espécies nativas da flora brasileira que possam ser utilizadas como novas opções para a agricultura familiar na diversificação dos seus cultivos, ampliação das oportunidades de investimento pelo setor empresarial no desenvolvimento de novos produtos e na melhoria e redução da vulnerabilidade do sistema alimentar brasileiro.

Outro aspecto importante desta publicação é o estimulo produtivo e o fortalecimento da participação das comunidades locais, contribuindo para estreitar as relações entre o produtor e o consumidor. Além disso, objetiva evidenciar os benefícios socioeconômicos e ambientais decorrentes da biodiversidade nativa, oferecendo à sociedade produtos diversificados, de modo a suprir a crescente demanda por novas espécies de interesse alimentício, medicinal, cosmético, aromático, entre outros.

Da mesma forma, a iniciativa contribui para o resgate de compromissos internacionais assumidos pelo Brasil, particularmente no que se refere à promoção do uso sustentável de componentes da biodiversidade brasileira, a exemplo da Convenção sobre Diversidade Biológica e do Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para a Alimentação e a Agricultura.

A publicação "Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial - Plantas para o Futuro - Região Centro-Oeste" é apresentada em versão digital: PDF. Para acessar a versão, clique em "Download"
Fontes Brasileiras de Carotenóides: Tabela Brasileira de Composição de Carotenóides em Alimentos
Data:
08 de Maio de 2012
Fontes Brasileiras de Carotenóides amplia o conhecimento sobre espécies de valor econômico atual ou potencial, contribuindo diretamente para promover um melhor aproveitamento dos recursos genéticos existentes no país.
 
 
                                                                                                      “VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA
Parentes Silvestres das Espécies de Plantas Cultivadas
Data:
07 de Maio de 2012
2006. 42p. Equipe Técnica: Lidio Coradin, Paulo Barroso, José Francisco Valls, Paulo Rangel, Maria Aldete Ferreira, Rui Mendes, Flávia Teixeira e Charles Clement.
 
A obra apresenta informações gerais sobre os parentes silvestres e as variedades crioulas das espécies de plantas cultivadas, destancando a importância de sua conservação. Além disso, apresenta um mapeamento da distribuição geográfica dos parentes silvestres e variedades crioulas de sete das principais plantas cultivadas no Brasil, sendo elas o algodão, o amendoim, o arroz, a abóbora, a mandioca, o milho e a pupunha.


                                                                                                   VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
Iniciativas Transversais do Governo Brasileiro sobre Biodiversidade, Alimentação e Nutrição
Data:
07 de Maio de 2012
2006. 25p. Essa obra apresenta as principais iniciativas desenvolvidas pelo governo brasileiro voltadas para o uso da biodiversidade na alimentação e nutrição, abordando temas como segurança alimentar, produção de alimentos, promoção do uso da biodiversidade, nutrição e saúde, educação ambiental e alimentar, pesquisa e desenvolvimento, assim como inclusão social.


                                                                                                      VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
Agrobiodiversidade e Diversidade Cultural
Data:
07 de Maio de 2012
2006. 88p. Coordenação: André Stella e Paulo Yoshio Kageyama
 
Esta publicação visa contribuir para um dos importantes objetivos setoriais do Governo Federal - a segurança e soberania alimentar. É fruto do trabalho de uma rede de colaboradores e de profunda mudança na compreensão da importância das comunidades para a conservação e o uso sustentável da agrobiodiversidade. Resulta do Encontro Nacional sobre Agrobiodiversidade e Diversidade Cultural realizado em Brasília em novembro de 2003, por iniciativa dos Ministérios da Cultura e do Meio Ambiente. Um dos propósitos da publicação é incentivar o debate entre os vários setores envolvidos com o tema - comunidade científica, organizações não governamentais, populações tradicionais e poder público – com vistas à formulação de políticas públicas destinadas ao resgate, valorização, conservação, manejo e uso sustentável da agrobiodiversidade, bem como dos conhecimentos e práticas a ela associados.


                                                                                                   VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
Frutíferas e plantas úteis na vida amazônica
Data:
08 de Maio de 2012
2010. 2° ed. 315p. Editores: Patricia Shanley, Murilo Serra e Gabriel Medina
 
A Região Amazônica apresenta a maior área de remanescentes naturais de florestas tropicais do Planeta. Neste ambiente convivem milhões de espécies de plantas, animais e microorganismos. Dentre as espécies catalogadas estão centenas de frutíferas, com destaque para as contidas no livro FRUTÍFERAS E PLANTAS ÚTEIS NA VIDA AMAZÔNICA, cuja 2ª edição ampliada e revisada, em 2010, foi impressa com apoio do MMA. Nesse livro, apresentam-se informações muito valiosas para a conservação e uso sustentável dessa rica biodiversidade, a qual parte significativa ainda é desconhecida. Além disso, cabe destacar a importância dessas espécies para a segurança alimentar e por constituir-se em um componente essencial para a própria manutenção da diversidade genética das espécies com importância sócio-econômica atual e potencial da região amazônica.

Além da versão impressa, o "Frutíferas e plantas úteis na vida amazônica" é apresentado também nas versões digitais: PDF, eBook e ePub. Para acessar as versões, clique em "Download"

                                                                                                    VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
Espécies Nativas da Flora Nativa de Valor Econômico Atual e Potencial - Plantas para o Futuro - Região Sul
Data:
25 de Julho de 2012
2011. 934p. Editores: Lidio Coradin, Alexandre Siminski e Ademir Reis
 
O livro "Espécies Nativas da Flora Brasileira de Valor Econômico Atual ou Potencial – Plantas para o Futuro – Região Sul" é o primeiro de uma série de cinco livros que serão publicados com base na Iniciativa "Plantas para o Futuro".

Essa iniciativa tem como objetivo promover o conhecimento, a conservação e o uso sustentável de espécies nativas da flora brasileira de valor econômico atual ou potencial, de uso local ou regional. Além do livro referente à Região Sul, o Ministério do Meio Ambiente vem desenvolvendo esforços visando a publicação dos livros referentes às regiões Sudeste, Nordeste, Centro-Oeste e Norte.

O objetivo dessa iniciativa diz respeito à identificação e priorização de espécies nativas da flora brasileira, com vistas à definição de novas opções para a agricultura familiar na diversificação dos seus cultivos, à ampliação das oportunidades de investimento pelo setor empresarial no desenvolvimento de novos produtos e à contribuição para a segurança alimentar e redução da vulnerabilidade do sistema alimentar brasileiro.

Além de estimular e favorecer a participação das comunidades locais, esta publicação tem por objetivo evidenciar os benefícios socioeconômicos e ambientais decorrentes da biodiversidade nativa, oferecendo à sociedade novas opções de cultivo, de modo a suprir a crescente demanda por outras espécies de interesse alimentício, medicinal, cosmético, aromático, entre outros.

Da mesma forma, a iniciativa contribui para o resgate de compromissos internacionais assumidos pelo país, particularmente no que se refere à promoção do uso sustentável de componentes da biodiversidade brasileira, a exemplo da Convenção sobre Diversidade Biológica e do Tratado Internacional sobre Recursos Fitogenéticos para a Alimentação e a Agricultura.

Além da versão impressa, o "Espécies Nativas da Flora Nativa de Valor Econômico Atual e Potencial - Plantas para o Futuro - Região Sul" é apresentado também nas versões digitais: PDF, eBook e ePub. Para acessar as versões, clique em "Download"


                                                                                                   VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
Farmacopéia Popular do Cerrado
Data:
08 de Maio de 2012
2010. 356p. Articulação Pacari. Coordenação: Jaqueline Evangelista Dias e Lourdes Cardozo Laureano
 
Esta publicação é resultado de uma parceria entre o Ministério do Meio Ambiente e a Articulação Pacari de Plantas Medicinais, e faz parte do processo de reconhecimento e valorização dos saberes e práticas tradicionais e populares sobre o uso das plantas medicinais do bioma Cerrado, e sua conservação. É resultado de pesquisa popular com plantas medicinais, de autoria de 258 atores sociais, entre raizeiros, raizeiras e representantes de farmácias caseiras e/ou comunitárias. O Ministério do Meio Ambiente reconhece a Farmacopéia Popular do Cerrado como uma proposta a ser multiplicada, como precursora à elaboração de 'farmacopéias populares nos diferentes biomas brasileiros', e uma metodologia a ser adotada, de diálogo entre as comunidades e demais setores da sociedade, visando a complementação e respeito entre os diferentes sistemas de conhecimentos: tradicional e científico; com benefícios para todos. Esta publicação contém conhecimentos tradicionais associados à biodiversidade brasileira. Por força no disposto na Medida Provisória nº 2.186-16 de 23 de agosto de 2001, o acesso a esses conhecimentos para as finalidades de pesquisa científica, bioprospecção e desenvolvimento tecnológico está condicionado à anuência prévia da comunidade detentora do conhecimento e autorização prévia do Conselho de Gestão do Patrimônio Genético.

Além da versão impressa, o "Farmacopéia Popular do Cerrado" é apresentado também nas versões digitais: PDF, eBook e ePub. Para acessar as versões, clique em "Download".


                                                                                                   VERSÃO IMPRESSA ESGOTADA 
 
 
Powered by Phoca Download
Fim do conteúdo da página