Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > InforMMA > Notícias > Clima tem esforço unificado
Início do conteúdo da página

Clima tem esforço unificado

Martim Garcia/MMA Klink (E), ao lado de Eck, da Casa Civil: “A expectativa é desenvolver propostas de trabalhos concretos.” Klink (E), ao lado de Eck, da Casa Civil: “A expectativa é desenvolver propostas de trabalhos concretos.”
Governo federal reúne representantes de 13 estados. Em pauta, a redução das emissões de gases poluentes no país.

LUCAS TOLENTINO

Os governos federal e estaduais unificaram esforços no combate ao aquecimento global. Representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e de outras órgãos do Executivo e de 13 unidades da federação reuniram-se nesta terça-feira (19/02), em Brasília, para a instalação do Núcleo de Articulação sobre o Clima. O grupo discute medidas necessárias para a adaptação e redução das emissões de gases poluentes no país.

O objetivo é estimular o diálogo entre as diferentes esferas de governo dentro do Grupo Executivo (Gex) sobre Mudança do Clima. O secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA, Carlos Klink, reforçou a importância da formação do Núcleo. “Existe a necessidade de harmonização dos setores em vários níveis de discussão”, afirmou. “A expectativa é desenvolver propostas de trabalhos concretos.”

REVISÃO

Os assuntos prioritários em relação ao combate das emissões de gases de efeito estufa devem ser definidos e solucionados pelos integrantes do Núcleo. Entre as principais ações previstas para 2013, está a revisão do Plano Nacional sobre Mudança do Clima (PNMC). De acordo com Klink, o documento deve passar por consulta pública e as contribuições devem ser consolidadas até o fim do ano.

A aproximação com os estados deve trazer resultados positivos para as medidas governamentais. Para Johannes Eck, representante da Casa Civil, será possível equalizar a realidade e as necessidades de cada região do país. “O Plano Nacional não tem justificativa se não houver um nível de diálogo com os estados e com as próprias legislações estaduais”, ressaltou.


Fim do conteúdo da página