Sexta, 18 Janeiro 2013 15:31 Última modificação em Quinta, 24 Janeiro 2013 19:02|

Juventude e meio ambiente
Destaque

Martim Garcia/MMA Jovens: protagonistas no debate ambiental Jovens: protagonistas no debate ambiental
Grupo interministerial discute política e programa para o setor, com apoio da sociedade civil.

TINNA OLIVEIRA

O Grupo de Trabalho Interministerial (GTI) de Juventude e Meio Ambiente terá duas reuniões em janeiro, com o objetivo de definir estratégias para elaboração de um programa nacional. Ele é integrado por representantes do Ministério do Meio Ambiente (MMA), Ministério da Educação (MEC) e a Secretaria Nacional da Juventude (SNJ). Foi instituído em 2012, com a missão de propor diretrizes para a criação da Política e do Programa Nacional de Juventude e Meio Ambiente, além de analisar as políticas relacionadas ao tema que atualmente são desenvolvidas pelos governos.

“Os jovens brasileiros, por meio de diversos movimentos e entidades sociais, cumprem uma função importante no debate socioambiental. Exatamente por isso, é necessária a formulação de uma política nacional que consolide canais de participação desses jovens nos debates sobre meio ambiente e sustentabilidade. Isso já vem ocorrendo com as conferências de juventude e de meio ambiente (adultos e infanto-juvenil), explica Alex Bernal, integrante do grupo de trabalho e analista ambiental do Departamento de Educação Ambiental. Entidades representativas da sociedade civil ligadas ao tema de juventude, meio ambiente, educação ambiental e sustentabilidade também podem ser chamadas para participar das discussões como convidadas.

Já foram realizadas duas reuniões no ano passado que serviram para definir os participantes do grupo de trabalho e para aprovar o regimento interno. As próximas reuniões, marcadas para os dias 21 e 28 deste mês servirão para estabelecer a formatação da política, definir conteúdos, estratégias e formas de consultas públicas. O prazo para encerramento das atividades do grupo é em maio deste ano, quando deverá ser entregue um relatório contendo a descrição das ações e os resultados obtidos.

CONTEXTO

A criação de um Programa Nacional de Juventude e Meio Ambiente, proposta que foi institucionalizada no Plano Plurianual de 2012/2015, é uma demanda antiga da juventude brasileira. O tema aparece como prioridade nas duas edições da Conferência Nacional de Juventude, além dos cinco Encontros Nacionais de Juventude e Meio Ambiente.

A criação do GTI é uma resposta a essa demanda, que também foi apresentada pelos movimentos juvenis durante edições da Conferência Infanto-juvenil, organizada pelo MEC e MMA, e reforçada durante o seminário “Ciclo de Debates Brasil Sustentável – O caminho para todos”, realizada às vésperas da Conferência das Nações Unidas Rio+20, que aconteceu no ano passado.