Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > InforMMA > Fundo Amazônia celebra proteção da floresta
Início do conteúdo da página

Notícias

Fundo Amazônia celebra proteção da floresta

Evento em comemoração ao décimo aniversário do Fundo, realizado na Noruega, destaca conquistas e desafios para o futuro.

Publicado: Terça, 26 Junho 2018 19:00
Crédito: Divulgação Ascom/MMA Duarte: 18 milhões de ha apoiados Duarte: 18 milhões de ha apoiados

Oslo (26/06/2018) – A redução do desmatamento na Amazônia, realizada pelo Brasil nos últimos anos, é considerada uma das principais contribuições no mundo para o enfrentamento da mudança do clima. E esse é um dos principais legados, também, do Fundo Amazônia, que completa nesta terça-feira 10 anos de criação.

Durante cerimônia de comemoração, realizada em Oslo, Noruega, o ministro do Meio Ambiente, Edson Duarte, ressaltou que o Brasil enfrenta grandes desafios no combate ao desmatamento na Amazônia, proporcionais às dimensões continentais do país. Mas a contribuição de recursos vindos da Noruega, Alemanha e Petrobras, por meio do Fundo Amazônia, tem possibilitado a promoção da distribuição de benefícios em diferentes escalas no Brasil com o objetivo de proteger a floresta.

"Nos últimos 10 anos, foram apoiadas 345 instituições dedicadas a atividades produtivas sustentáveis e isso tem contribuído para o fortalecimento da gestão de unidades de conservação e de terras indígenas, com abrangência de 41 milhões de hectares. Além disso, também conseguimos apoiar o manejo florestal sustentável em 18 milhões de hectares. Esses são apenas alguns dos resultados alcançados", comemorou Edson Duarte.

O ministro de Clima e Meio Ambiente da Noruega, Ola Elvestuen, considera as conquistas do Brasil na redução do desmatamento na Amazônia impressionantes e adiantou que as metas futuras para o Fundo Amazônia serão cada vez mais ambiciosas. "Estamos tentando encontrar soluções não só para combater o desmatamento, mas também para a degradação e recuperação da floresta. Esperamos que o Brasil continue com níveis altos de ambição", disse.

Durante o evento, a diretora-geral do Ministério para Cooperação Econômica e Desenvolvimento da Alemanha, Christiane Bogeman-Hagedorn, parabenizou o ministro Edson Duarte e o governo brasileiro pela redução do desmatamento no Cerrado, divulgada na semana passada. "É um grande sucesso, e o Fundo Amazônia também é uma história real de sucesso. Para mim, é uma honra estar aqui e manifestar a amizade e parceria que existe entre esses três países", comemorou.

Nos dias 27 e 28 de junho, será realizado, também em Oslo, o Fórum de Florestas Tropicais, principal conferência global sobre florestas tropicais e clima. Durante o evento, o ministro Edson Duarte participará de painel de alto nível e tratará sobre a importância dessas florestas para o clima, além da Política de Mudança do Clima no Brasil.

PAGAMENTO POR RESULTADO

O Fundo Amazônia é um mecanismo que tem como objetivo captar doações para investimentos não-reembolsáveis, que configura a primeira experiência de pagamentos por resultados de REDD+ no Brasil. Esses recursos são investidos em ações de prevenção, monitoramento e combate ao desmatamento, além da promoção da conservação e do uso sustentável das florestas na Amazônia.

Noruega e Alemanha são, atualmente, os principais doadores do Fundo, cujo valor total do apoio soma U$S 1,2 bilhão (R$ 4,6 milhões). Desde a criação do Fundo, em 2008, já foram desembolsados R$ 954 milhões, em cem projetos em todo o bioma amazônico.

O Ministério do Meio Ambiente, como coordenador do Sistema Nacional de Meio Ambiente, e o BNDES, enquanto gestor do Fundo, não definem arbitrariamente a aplicação de recursos ou a seleção de projetos. Todas as propostas devem observar as diretrizes e critérios estabelecidos pelo Comitê Orientador do Fundo Amazônia (COFA), presidido pelo MMA.

 

Por: Renata Meliga, enviada especial a Oslo (Noruega)/ Ascom MMA


Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
(61) 2028-1227/ 1311/ 1437
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fim do conteúdo da página