Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > InforMMA > Notícias Principais > MMA passa a demandar vagas em cursos de área técnica do Pronatec
Início do conteúdo da página
Quarta, 06 Agosto 2014 16:36 Última modificação em Quarta, 06 Agosto 2014 16:52|

MMA passa a demandar vagas em cursos de área técnica do Pronatec Destaque

Objetivo é aumentar a oferta do ensino profissionalizante na área ambiental

TINNA OLIVEIRA

Pela primeira vez, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) participa do processo de aprovação das vagas do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), do Ministério da Educação (MEC). Foram definidas três novas modalidades da Bolsa-Formação, que se articulam com as políticas ambientais: Pronatec Catadores, Pronatec Bolsa Verde e Pronatec Ambiental. O objetivo é aumentar a oferta de cursos profissionalizantes na área, contribuindo com o desenvolvimento sustentável.

Na última segunda-feira (04/08) começou a segunda fase de pactuação do programa para os cursos que abrem matrículas no segundo semestre de 2014. O MMA validará os cursos que forem na área de meio ambiente, antes da homologação do MEC. O Pronatec, criado em 2011, tem o objetivo de ampliar a oferta de cursos de educação profissional e tecnológica. O Bolsa Formação está inserido no Pronatec e consiste em oferecer, gratuitamente, cursos de Formação Inicial e Continuada (FIC) ou qualificação profissional para quem concluiu o Ensino Médio e para estudantes matriculados no Ensino Médio.

SAIBA MAIS

Entre as metas do Pronatec está a de aumentar as oportunidades educacionais aos trabalhadores por meio de cursos de formação inicial e continuada ou qualificação profissional. Nesta segunda etapa de pactuação das vagas de 2014, as unidades de ensino, chamadas de ofertantes, indicarão os cursos a serem oferecidos.

A rede de ofertantes dos cursos são: escolas da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica (Institutos Federais, CEFET e Escolas Técnicas vinculadas às Universidades Federais), entidades dos Sistemas Nacionais de Aprendizagem (Senai, Senac, Senat e Senar) e pelas redes públicas estaduais de ensino.
Fim do conteúdo da página