Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Terça, 03 Fevereiro 2015 17:00

Prédio do MMA recebe etiqueta nível A do Inmetro

Divulgação
Reformulação trará menor consumo de energia elétrica

Bloco B da Esplanada dos Ministérios é o primeiro a ser certificado neste nível


Por: Tinna Oliveira - Edição: Vicente Tardin

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) recebeu a etiqueta de eficiência energética nível A, para o projeto de retrofit do seu edifício sede, emitida pelo Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial (Inmetro). A certificação corresponde ao Bloco B (ministérios do Meio Ambiente e Cultura), o primeiro prédio da Esplanada dos Ministérios a ser certificado neste nível.

A etiqueta nível A de projeto significa que o prédio passou por um processo de reformulação em sua estrutura para aproveitar a capacidade de iluminação e para otimizar o desempenho do condicionamento de ar, o que acarretará em um menor consumo de energia elétrica. Essa etiqueta é concedida a prédios comerciais, de serviços e públicos.

“Essa etiqueta é fruto de esforços para que o MMA continue sendo protagonista nas ações de sustentabilidade”, declara Alexandra Maciel, coordenadora técnica do projeto de eficiência energética do Ministério e analista de infraestrutura da Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental. Ela explica que agora acontecerá a segunda etapa do processo para obtenção da etiqueta final de edifício construído.

A reabilitação energética ou retrofit do edifício pode gerar uma economia de eletricidade de até 30% em edificações já existentes, se passarem por readequação e modernização, e de até 50% em prédios novos, que contemplem essas tecnologias desde o projeto. A Etiqueta de Eficiência Energética em edificações faz parte do Programa Brasileiro de Etiquetagem (PBE) e foi desenvolvida em parceria entre a Eletrobrás e o Inmetro.

MODERNIZAÇÃO

Para obtenção da etiqueta final, o MMA precisará executar as medidas de conservação de energia que foram propostas. O Ministério contratou uma consultoria que desenvolveu uma análise a partir da situação atual do prédio e formulou possíveis medidas de conservação.

Dentre as propostas estão a modernização do sistema de ar condicionado dos andares térreo e subsolo, a reconfiguração do projeto luminotécnico do edifício fazendo a separação de circuitos, o uso de sensores fotossensíveis e de dimerizadores, que permitem a adequação de iluminação.

Outra medida é o ajuste do ar condicionado de acordo com o conforto dos usuários do prédio.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA) - Telefone: 61.2028 1227



Fim do conteúdo da página