Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Quarta, 20 Agosto 2014 15:00

MMA capacita tutores para Agricultura Familiar

Paulo de Araújo/MMA
Oficina prepara tutores para agricultura familiar

Instituições participantes foram selecionadas por edital aberto em maio


TINNA OLIVEIRA


O Ministério do Meio Ambiente (MMA) capacita nesta quarta-feira (20/08), em Brasília, equipes pedagógicas responsáveis por organizar os cursos do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF). Representantes de 13 instituições selecionadas pelo Edital 01/2014, divulgado em maio, serão formados como tutores. Essas equipes firmarão acordo de cooperações técnica com o MMA e desenvolverão o curso “Formação Agentes Populares de Educação Ambiental e Agricultura Familiar”.


Também serão capacitados os profissionais do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), da Embrapa e do próprio MMA, responsáveis pelo curso online de “Apoio à Implementação do Programa de Educação Ambiental e Agricultura Familiar (PEAAF) nos Territórios”.

 

O objetivo da capacitação, que acontece até sexta-feira (22/08), é nivelar o entendimento dos participantes sobre o PEAAF, o Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA) do Ministério, o conteúdo das aulas e as estratégias pedagógicas, além de construir coletivamente as ações de organização dos cursos.


AGENTES POPULARES


O curso de agentes populares ocorrerá no formato semipresencial, com aulas presenciais e online, por meio da plataforma Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA). As instituições parceiras foram as responsáveis por selecionar os participantes do curso, que tem como público-alvo a juventude rural, agricultores, agentes comunitários ou agentes públicos, a partir de 16 anos, com ensino fundamental completo.


As instituições parceiras também serão responsáveis por desenvolver as aulas presenciais e oferecer tutoria na plataforma online. Cada instituição deverá formar de uma a cinco turmas com 40 alunos cada. A meta é qualificar dois mil agentes populares, que possuem o papel de identificar e de promover a mobilização em torno dos problemas socioambientais existentes no meio rural.


Confira as instituições selecionadas:


1.        Ação Ecológica Guaporé (Ecoporé) - RO

2.        Associação de Hortigranjeiros e Agroindústrias de Machadinho - RS

3.        Associação Maranhense Para o Desenvolvimento Cultural, Ambiental e Agroecológico - MA

4.        Centro Comunitário Rural de Conceição (CCRC) - MG

5.        Centro de Realizações Sociais e Ecológicas Vida Nordeste - PB

6.        Fundamental Associação para o Desenvolvimento Sustentado - MG

7.        Secretaria de Desenvolvimento Social e Agricultura Familiar do Estado do Maranhão - MA

8.        Instituto Federal Goiano - GO

9.        Prefeitura de Bauru - SP

10.      Secretaria de Meio Ambiente – São José dos Campos - SP

11.      Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (DAS) - CE

12.      Universidade da Integração Internacional da Lusofonia Afro-Brasileira (UNILAB) - CE

13.      Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) – MG



Fim do conteúdo da página