Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Quinta, 19 Abril 2018 18:00

MMA promove compostagem nas cidades

Divulgação MMA
Capacitação em compostagem

Em Florianópolis, capacitação qualifica e integra prefeituras selecionadas por edital que apoia gestão de resíduos orgânicos em municípios.


Brasília (19/04/2018) – A gestão de resíduos orgânicos é o foco de capacitação realizada nesta semana, em Florianópolis (SC). Organizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA) e pelo Fundo Socioambiental da Caixa, o evento ocorre até esta sexta-feira (20), com o objetivo de qualificar os responsáveis pela implementação dos 12 projetos de compostagem selecionados por edital. O treinamento marca o início dos projetos, que serão executados ao longo dos próximos 24 meses.

Ao todo, R$ 10 milhões foram destinados pelo edital do Fundo Nacional do Meio Ambiente (FNMA), em parceria com o Fundo Socioambiental da Caixa. Os projetos serão realizados pelas prefeituras de Florianópolis (SC), Lages (SC), Rancho Queimado (SC), Herval (RS), Palotina (PR), Sertãozinho (SP), Santos (SP), Igarapé (MG), Tacuru (MS), Maracaju (MS) e Marabá (PA) e pelo consórcio Nascentes do Pantanal (MT). Os valores para cada um deles variam entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão.

Cerca de 80 pessoas participam da capacitação, entre representantes dos projetos selecionados, do MMA e da Caixa Econômica Federal e integrantes de instituições e gestores que atuam com a compostagem. Além de qualificar a implementação dos projetos contemplados com base em experiências de referência, o evento tem o objetivo de propiciar a integração e uma visão comum sobre a importância e as potencialidades da gestão dos resíduos orgânicos. O treinamento promove, ainda, uma rede de contatos entre os implementadores das iniciativas municipais.

INOVAÇÃO

O coordenador de Resíduos Sólidos do MMA, Lúcio Costa Proença, destacou o pioneirismo da capacitação. “Os debates do evento têm caráter inovador”, observou. “Pela primeira vez, municípios de todo o país estão discutindo a compostagem de resíduos orgânicos e formas descentralizadas e não convencionais de fazer essa gestão”, acrescentou.

A compostagem é uma alternativa de reciclagem de resíduos orgânicos com potencial de reduzir em até 50% o que vai para os aterros sanitários. A segregação na fonte dos resíduos em três frações (orgânicos, recicláveis secos e rejeitos) tem se mostrado uma prática de gestão eficiente para garantir a produção de composto de boa qualidade, boa aceitação por agricultores e baixíssimo risco de contaminação.

A capacitação foi realizada com o apoio de três instituições parceiras que atuam na temática de gestão de resíduos orgânicos: o Sesc Santa Catarina, o Centro de Estudos e Promoção da Agricultura de Grupo (Cepagro) e o projeto de cooperação Brasil/Alemanha para a proteção do clima na gestão de resíduos sólidos urbanos (ProteGEEr).

 

Por: Lucas Tolentino/ Ascom MMA


Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
(61) 2028-1227/ 1311/ 1437
imprensa@mma.gov.br



Fim do conteúdo da página