Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Terça, 20 Março 2018 20:00

Brasil lidera proteção de áreas úmidas

Josângela Jesus/Arpa

Resex no síto do Rio Negro

Convenção reconhece três novos sítios Ramsar brasileiros. País assume a primeira posição em extensão de áreas úmidas.


Brasília (20/03/2018) - Três novas áreas úmidas brasileiras foram reconhecidas nesta terça-feira (20/03) como sítios Ramsar, título conferido pela Convenção de Ramsar, que promove a proteção e a sustentabilidade de habitats aquáticos em todo o mundo. Com isso, o Brasil passou a ser o primeiro colocado do mundo, com a maior extensão de áreas tituladas pela Convenção. O anúncio ocorreu em evento no Fórum Mundial da Água, que ocorre em Brasília até o fim desta semana.

Esses três novos sítios anunciados incluem o mosaico de UCs federais, estaduais e municipais do Rio Negro, no Amazonas, em uma área de 12 milhões de hectares. O país obteve, também, o reconhecimento dos Manguezais da Foz do Amazonas, em 3,8 milhões de hectares entre o Amapá e o Maranhão, e do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha. 

Com a inclusão desses três sítios aos 22 já existentes, o país é, agora, o que detém a maior extensão em áreas reconhecidas como Sítio Ramsar. O título internacional contribui para que essas regiões conquistem novas parcerias, acordos de cooperação, apoio às pesquisas e obtenção de financiamento de projetos de preservação e conservação ambientais. 

A diretora de Conservação de Ecossistemas do MMA, Ana Paula Prates, destacou a importância do reconhecimento, em especial os do Rio Negro e dos Manguezais da Foz do Amazonas. “É uma inovação enorme. Esses são os primeiros sítios regionais que conectam várias unidades de conservação e terras indígenas”, explicou. Considerado o maior Sítio Ramsar do mundo, o mosaico do Rio Negro é integrado por 17 unidades de conservação, federais, estaduais e municipais e oito terras indígenas. Já o sítio dos Manguezais da Foz do Amazonas é formado por 23 Ucs federais e estaduais. 

Os certificados foram entregues pela secretária regional da Convenção de Ramsar para as Américas, Maria Rivera, que destacou a liderança brasileira na proteção às áreas úmidas. “O Brasil ocupa agora dois postos importantes na convenção. É um marco no tratado internacional”, declarou. Segundo ela, o reconhecimento é um passo importante tanto no plano regional, quanto no internacional.

Participaram da cerimônia o Secretário de Biodiversidade do MMA, José Pedro de Oliveira Costa, que representou o ministro Sarney Filho, o líder da Federação Indígena dos Povos do Rio Negro, Marivelton Rodrigues, do povo Baré, o conselheiro da União Internacional para Conservação da Natureza, Carlos Brickman, e Adriana Ramos, do Instituto Socioambiental (ISA).

ARQUIPÉLAGOS

Para o secretário José Pedro de Oliveira Costa, a quarta-feira “foi um dia de festa no Fórum das Águas”. O motivo das comemorações foi a publicação dos decretos de criação das novas UCs marinhas dos arquipélagos de São Pedro e São Paulo (PE) e Trindade e Martin Vaz (ES), anunciada na segunda-feira (19/03) por Sarney Filho. 

Representantes do Ministério da Defesa, do Comando da Marinha e secretários de meio ambiente dos estados do Pernambuco e Espírito Santo, além de representantes de organizações não governamentais e organismos internacionais lotaram o auditório do Espaço Brasil no Fórum para comemorar a criação das UCs.

Com a medida, a área coberta por unidades de conservação na costa brasileira salta de 1,5% para 25%, atingindo com sobra a meta de Aichi de conservação de 17% das áreas marinho-costeiras, estabelecida pela Convenção sobre Diversidade Biológica. O presidente do ICMBio, Ricardo Soavinski, destacou a importância da conservação dos ecossistemas brasileiros. “Para o tamanho do Brasil, temos que ser ousados”, afirmou.

 

ACOMPANHE A PARTICIPAÇÃO DO MMA NO FORUM:

País passa a proteger 25% dos oceanos

Fórum discute adaptação aos efeitos da mudança do clima

Brasil se destaca em políticas ambientais

Ministro inaugura espaço no Fórum da Água

Começa o 8º Fórum Mundial da Água

 

Por: Paulenir Constâncio/Ascom MMA

 


Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
(61) 2028-1227/ 1311/ 1437
imprensa@mma.gov.br



Fim do conteúdo da página