Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Segunda, 05 Março 2018 16:30

Começa conferência regional da FAO

Divulgação FAO

Países da América Latina e Caribe definem, na Jamaica, prioridades para o desenvolvimento rural. Brasil defenderá inserção da biodiversidade.

 

 


Brasília (05/03/18) – O Ministério do Meio Ambiente (MMA) participa da 35ª Conferência Regional da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) para América Latina e Caribe, realizada em Montego Bay, na Jamaica, de hoje a quinta-feira (8/3). A secretária de Extrativismo e Desenvolvimento Rural Sustentável do MMA, Juliana Simões, chefia a delegação brasileira. Participam 33 países membros da FAO na região.

"A expectativa é que o Brasil lidere as negociações, pela experiência em relação aos temas que serão discutidos. Com políticas públicas fortes, o país tem demonstrado a capacidade de mudar a realidade no meio rural", afirma a secretária.

A Conferência, que abordará os desafios da segurança alimentar na América Latina e no Caribe, terá três temas centrais: erradicar a fome e a má nutrição, o excesso de peso e a obesidade; acabar com a pobreza rural; e promover uma agricultura sustentável que seja resiliente à mudança do clima.

Segundo Juliana Simões, esse encontro tem a importância de reunir o que será levado à Conferência Mundial FAO, ao definir as prioridades no desenvolvimento rural. "Nesta conferência, vamos discutir a inserção do tema biodiversidade em todos os projetos da FAO. O MMA defende que a biodiversidade seja considerada um fator importante para uma agricultura sustentável", adianta.

CONSERVAÇÃO

Durante a 35ª Conferência Regional da FAO, o Brasil e os demais países irão compartilhar suas experiências em conservação e uso sustentável de suas diversidades biológicas. Para a FAO, a biodiversidade é um fator importante para a consecução da segurança alimentar e a melhoria da nutrição. Todos os setores agrícolas - incluindo a produção agrícola, a silvicultura, a pesca e a aquicultura - dependem da biodiversidade.

O representante regional da FAO, Julio Berdegué, afirma que a conferência acontece em momento muito importante. "Pela primeira vez em duas décadas, a fome cresceu na região, enquanto a obesidade e suas doenças associadas se tornaram a principal causa de morte em vários países. A hora de agir é agora".
Pela primeira vez, os debates poderão ser acompanhados ao vivo, por meio de vídeo streaming. Acesse o link

 

Por: Letícia Verdi/ Ascom MMA


Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA)
(61) 2028-1227/ 1311/ 1437
imprensa@mma.gov.br



Fim do conteúdo da página