Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Comunicação > Notícias - InforMMA
Início do conteúdo da página
 
Quinta, 15 Setembro 2016 18:00

Evento comemora Dia da Camada de Ozônio

Nesta sexta-feira (16/09), MMA realiza ciclo de debates e lança a segunda etapa do programa brasileiro de eliminação dos HCFCs.


LUCAS TOLENTINO

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) promove nesta sexta-feira (16/09) evento em comemoração ao Dia Internacional para a Preservação da Camada de Ozônio. Na ocasião, será lançada a segunda etapa do programa de eliminação dos hidroclorofluorcarbonos (HCFCs), substâncias responsáveis por degradar a camada de gás que protege o planeta dos raios ultravioletas. A programação inclui, ainda, palestras e debates com especialistas no assunto.
 
A abertura contará com a participação do secretário de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA, Everton Lucero, do ministro para Assuntos Econômicos e Temas Globais da Embaixada da Alemanha, Rainer Münzel, do representante do Ministério das Relações Exteriores Rafael da Soler, do diretor nacional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Didier Trebucq, e do gestor nacional da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), Clóvis Zapata.
 
A segunda etapa do Programa Brasileiro de Eliminação dos HCFCs (PBH) atuará nos segmentos industriais de refrigeração e ar condicionado e de espumas usadas em produtos como poltronas, sofás e volantes de automóveis. O objetivo é implantar projetos de conversão de tecnologias para auxiliar o setor produtivo na transição e substituição do uso dos HCFCs por substâncias alternativas e inofensivas à camada de ozônio.
 
SAIBA MAIS
 
A camada de ozônio protege a vida na Terra contra radiações ultravioletas, que causam doenças como câncer de pele e danos à fauna e à flora. Aberto em 1987, o Protocolo de Montreal é um acordo entre 197 países para eliminar gradativamente substâncias nocivas ao ozônio. Entre elas, estão os clorofluorcarbonos (CFCs), antes encontrados em geladeiras, e os HCFCs.
 
O Brasil aderiu ao Protocolo de Montreal em 1990 e, em 2010, zerou o consumo dos CFCs, que, até então, eram as principais substâncias que degradavam a camada de ozônio. Embora tenham menor potencial de degradação, os HCFCs também devem ser substituídos na indústria por outros compostos químicos. Além dos equipamentos de refrigeração e ar-condiconado, os HCFCs são usados em produtos como volantes de automóveis e divisórias de escritórios.
 
SERVIÇO
Ciclo de palestras e lançamento da segunda etapa do PBH
Data: 16 de setembro
Horário: 9h30
Local: Auditório do anexo do Ministério do Meio Ambiente (MMA) - 505 Norte, Bloco B, Ed. Marie Prendi, Brasília/DF.

Assessoria de Comunicação Social (Ascom/MMA): (61) 2028-1227



Fim do conteúdo da página