Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Página inicial > Eventos do MMA > Institucional - Eventos
Início do conteúdo da página
Institucional - Eventos

Institucional - Eventos (6)

Segunda, 20 Fevereiro 2017 17:54

Lei das Águas 20 anos

cabeca

Em janeiro de 1997, entrou em vigor a Lei nº 9.433/1997, também conhecida como Lei das Águas. O instrumento legal instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) e criou o Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh). A água é considerada um bem de domínio público e um recurso natural limitado, dotado de valor econômico. A Lei prevê que a gestão dos recursos hídricos deve proporcionar os usos múltiplos das águas, de forma descentralizada e participativa, contando com a participação do Poder Público, dos usuários e das comunidades. 

Em 2017, a Lei das Águas completa 20 anos e no dia 22 de março comemora-se o Dia Mundial das Águas. Em comemoração a essas datas, o Ministério do Meio Ambiente e seus parceiros vão promover uma série de atividades (seminários, corrida, passeio ciclístico, etc.) em Brasília (DF) com o objetivo de ampliar a conscientização sobre a água e a crise hídrica. 

Programação



30/3

Copa Verde

Jogo pelas águas - futebol e ações sustentáveis
Remo x Santos do Amapá
Belém (PA) - Estádio Mangueirão
Horário: 19h30.



25/3

Corrida e Caminhada pelas Águas | Local: Parque da Cidade - Estacionamento 7 - Horário: 7h às 11h - Realização: ANA e Adasa

7h - Entrega dos Kits
8h - Abertura do Evento - (Paulo Salles - Diretor - Presidente da Adasa). Esperamos a presença do Governador e da Secretária de Esportes
8h15 - Largada da Corrida e Caminhada pela Água 2017
10h30 - Premiação corrida
11h00 - Encerramento.

Ocupe o Lago | Local: Ermida Dom Bosco - Horário: 8h às 13h 

08h00 – Abertura das atividades com apresentação de Taiko (tambores japoneses) | Criação do painel de grafite #dma2017 com o grafiteiro Oneal
Exposição do Museu Itinerante da Limpeza Urbana – SLU | Exposição Ambiente Consciência – Ibram | Exposição fotográfica do Massaru Emoto – Energia da Água | Distribuição de cartilhas de uso consciente do Lago Paranoá | Simulação de remo olímpico em máquinas
08h10 – Início das competições esportivas: Remo Skiff, VA’A – Canoa Havaiana, Catamarã, Paracanoagem, Caiaque
09h00 – Início do Tour das Pontes, com crianças com síndrome de down e carentes da Estrutural,
do projeto Estruturando | Oficinas de skate longboard com os Longbrothers | Show – Rafael Pereira, Striks/Marinho/Rafael
09h30 – Roda de Capoeira com o Grupo Raízes do Brasil | Skate D’água com o Surfe do Cerrado| Trilha ecológica com coleta de resíduos sob a coordenação da Faculdade Mackenzie, com a participação do Grupo Aventureiros Solidários
10h15 – Apresentação dos Jovens de Expressão | Show – Hakucados | Godoy (vocalista da banda Rupestre)
11h15 – Início da prática de yoga/meditação | Pesquisa investigativa sobre a percepção do visitante – Faculdade Mackenzie | Show – Wagner Gamma e banda

12h30 – Previsão de término das competições esportivas (remo, caiaque e canoa havaiana) | Premiação das competições
12h50 – Apresentação do Deep Water Running, com o prof. Ed | Apresentação do Sereísmo| Show – Banda Nova Raiz
13h00 – Fim da yoga/meditação | Homenagem à Massaru Emoto
13h30 – Abraço coletivo com sup (stand up paddle), caiaques, canoas, pranchas e embarcações. Mestre de cerimônias: atriz Maria Paula
Coordenação: #ondasup e Surfistas do Cerrado
14h00 – Término do evento no Parque Ecológico Dom Bosco
15h30 – Início das atividades com o Grupo Escoteiro Gavião Real. Recolhimento de resíduos nas margens do Parque Vivencial II, com retirada de armadilhas para peixes.

*Programação dinâmica e sujeita a alterações. Pedimos confirmar as possíveis atualizações no site ocupeolago.org.
*As emissões de CO2 geradas pelo evento serão contabilizadas pelo Instituto CO2 Zero, para posterior compensação com o plantio de bosques nas margens do Lago Paranoá.

Hora do Planeta/Passeio Ciclístico Noturno | Local: Museu da República - Horário: 19h30 às 21h30

19h30 – Concentração
20h00 – Solenidade oficial e contagem regressiva com a presença do Ministro do Meio Ambiente, autoridades do MMA, ONGs, do Governo Federal e Distrital
20h30 – Shows com artistas locais, como Beto Dourah e Banda Hakucados | Bicicletada na esplanada dos Ministérios
20h30 às 21h30 – Apagar das luzes do Congresso Nacional, Museu da República e Catedral de Brasília
21h30 – Retorno do passeio ciclístico e sorteio de brindes
22h – Encerramento do evento.



24/3

Seminário na ADASA: Crise Hídrica – Desafios e Oportunidades: A relação dos Serviços Públicos de Saneamento com a Água e a importância da sua Regulação

Horário: Período da tarde
Local: Auditório da ADASA
Realização: Adasa

- Entrega dos troféus “Guardião da Água”, certificados, assinatura de outorgas etc;
- Oferecimento de troféu a (04) quatro personalidades de destaque na preservação dos recursos hídricos e (5) cinco Placas de reconhecimento (incluindo observadores).
- Coffee Break (para todos os participantes).

Lançamento do Plano Recupera Cerrado

Local: Cerratenses - Centro de Excelência do Cerrado - Jardim Botânico de Brasília
Horário: 14h
Informações: www.aliancacerrado.net
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo." data-mce-href="mailto:O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.">O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.
Coordenação: Cerratenses - Centro de Excelência do Cerrado



23/3

Evento Da ADASA no Pipiripau com parceiros 

Local: Núcleo Rural Pipiripau
Horário: 9h às 12h
Público: Convidados e autoridades.
Realização: Adasa

9h – Abertura (Auditório na Taquara)
9h30 – 11h00 – Visita em propriedades de produtores de água
11h00 – Entrega de Cheques simbólico de pagamento por serviço ambientais - PSA e assinatura de contratos com produtores de água
11h00 – Plantio de mudas
9h as 12h - Palestras e dinâmicas para conscientização do uso racional da água pelo projeto ADASA na Escola na Agrovila Taquara
12h - Almoço



22/3

Seminário Águas do Brasil - 20 anos da Lei das Águas

Local: Auditório Ipê Amarelo - Ministério do Meio Ambiente - Esplanada dos Ministérios - Bloco B
Horário: 8h às 17h
Realização: ANA e MMA
Faça sua inscrição gratuitamente pelo link: https://goo.gl/forms/fouigwyKBzXlVm7C2

08h – Credenciamento e café de boas-vindas – Frente Parlamentar Ambientalista

8h30 – Apresentação “A qualidade da água nas bacias da Mata Atlântica” 
Malu Ribeiro – SOS Mata Atlântica

9h – Mesa 1 “Governança e Segurança Hídrica”
• Presidente da Mesa - Maurício Voivodic – Diretor-Executivo do WWF
• Rodrigo Rollemberg – Governador do Distrito Federal
• Helder Barbalho - Ministro da Integração Nacional
• Sarney Filho – Ministro do Meio Ambiente.

10h30 – Mesa 2: “20 anos da Lei das Águas: Avanços e Desafios”
• Presidente da Mesa - Marcelo Cruz – Secretário Executivo do MMA
• Fábio Feldmann – Consultor, Ex-Deputado, Relator da Lei nº 9.433/97
• Vicente Andreu – Diretor-Presidente da ANA
• José Carlos Carvalho – Consultor (Ex-Ministro do Meio Ambiente)

12h – Almoço

13h30 – Palestra sobre dessalinização em Israel
Palestrante: Oded Distel, Diretor do Programa Nacional de Água e Energia Renovável de Israel

14h – Mesa 3: “Sustentabilidade e Participação Social”

• Presidente da Mesa – André Vilhena – Diretor-executivo do Compromisso Empresarial para Reciclagem - CEMPRE
• André Lima - Secretário de Meio Ambiente do DF
• Samuel Barreto – Gerente Nacional de Água da The Nature Conservancy (TNC)

15h às 16h30 - Mesa 4: “20 anos da Lei das Águas: Perspectivas de Aperfeiçoamento”

• Presidente da Mesa: Jair Vieira Tánnus Júnior – Secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do MMA
• Maurício Boratto - Centro de Estudos e Debates Estratégicos (CEDES) Câmara dos Deputados
• Paula Freitas – Especialista Sênior em Recursos Hídricos do Banco Mundial

16h30 às 17h30 – Lançamento Mundial Relatório da UNESCO “Waste Water (organizado pela Unesco)

• Abertura
• Mensagem em vídeo da Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova
• Apresentação do Relatório Mundial da UNESCO “Waste Water”, Miguel Doria
• Debate com especialistas: Fernando Gomes da Silva - Diretor Técnico do Aquapolo Ambiental SA., e Devanir Garcia dos Santos - Gerente Executivo da Coordenação de Implementação de Projetos Indutores da Agência Nacional de Águas – ANA

Evento Água e Agricultura como determinantes sociais da saúde

Horário: 8h às 11h30
Local: tenda do CERPIS (ao lado do Hospital Regional de Planaltina)
Informações: (61) 3388-9673 ou 3388-9760
Promoção: EAPSUS/Fepecs/SES-DF; Matres Socioambiental; CSA Brasília e CERPIS/Região de Saúde Norte


21/3

Seminário Águas do Brasil - 20 anos da Lei das Águas
Local: Auditório Nereu Ramos na Câmara dos Deputados
Horário: 17h às 19h30
Realização: ANA e MMA
Faça sua inscrição gratuitamente pelo link: https://goo.gl/forms/fouigwyKBzXlVm7C2

17h – Abertura solene e palestra magna sobre os 20 anos da Lei das Águas, com a presença de autoridades
– Palestra de Aroldo Cedraz – Ministro do TCU, Relator da Lei nº 9.433/97
– Palestra sobre 8º Fórum Mundial da Água – Paulo Salles - Diretor-Presidente da ADASA
19h00 – Lançamentos, anúncios e atos
19h30 – Coquetel de Encerramento



16/3

Comitê Criativo da Virada do Cerrado- Tema Água

Local: Centro de Convenções Ulisses Guimarães, sala da Condetur, 1 andar.
Horário: 9h às 12h
Mais informações: (61) 3214-5621
Realização: SEMA-DF



15/3

Evento de acolhimento da Campanha da Fraternidade 2017 - Biomas brasileiros e a defesa da vida.

Local: Auditório Ipê Amarelo - Ministério do Meio Ambiente - Esplanada dos Ministérios -Bloco B -
Horário: 8h30
Realização: MMA
Mais informações: https://goo.gl/f3wVbr



Matérias sobre o Mês das Águas


Especialistas defendem o reúso da água 

"O desafio é grande para todos”, diz Oded Distel

Painel discute desafios e avanços da Lei das Águas

"É preciso ir além da mitigação", diz ministro

Ministério amplia estação ecológica no RS

Começa Seminário sobre a Lei das Águas

Seminário debate os 20 anos da Lei das Águas

Mês das Águas promoverá conscientização
chancelas selo-0903 
 
Sexta, 12 Agosto 2016 13:18

MMA nas Olimpíadas

MMA nas Olimpíadas

O Ministério do Meio Ambiente vai marcar presença no Rio de Janeiro durante o período das Olimpíadas. Ao longo dos jogos, vai realizar eventos abertos ao público no Jardim Botânico e no Espaço Casa Brasil na Praça Mauá. Confira os destaques da programação:

- Feira Povos e Biodiversidade do Brasil: os expositores oferecerão produtos da sociobiodiversidade brasileira, promovendo o reconhecimento dos povos e comunidades tradicionais.

- Exposição Sinestésica Outras Vidas: espaço de divulgação da beleza natural da flora e da fauna de quatro biomas brasileiros.

- Diálogos Brasil Sustentável: série de palestras que contará com a presença de convidados muito especiais. Eles irão falar sobre diversos temas relacionados ao meio ambiente de forma leve, dinâmica e inspiradora.

Endereço Casa Brasil: Pier Mauá, Polo do Amanhã - Avenida Rodrigues Alves, nº 10, Centro.
Os diálogos serão realizados no Auditório do Armazém 2.

Endereço Jardim Botânico: Rua Jardim Botânico, 1008. Jardim Botânico.

  MMA nas olimpiadas com palestrantes

banner seminario brasil alemanhaAs relações bilaterais entre a Alemanha e o Brasil teve longa história. A cooperação para o desenvolvimento prestada pela Alemanha existe há mais de 45 anos, e o trabalho de colaboração com o Ministério do Meio Ambiente teve início na década de 90.

A Conferência, realizada em 19 de agosto de 2015, no Brasília Palace Hotel, representa oportunidade para a promoção de um diálogo de alto nível que possa orientar a futura cooperação Brasil-Alemanha na área do meio ambiente, da mudança do clima e da biodiversidade, com atenção especial na conservação e desenvolvimento sustentável das florestas.

Para divulgar a longa e frutífera cooperação bilateral entre os dois países foi preparada uma exibição interativa para mostrar os principais projetos no âmbito da cooperação Brasil-Alemanha, que servirá para destacar a experiência conjunta e os resultados alcançados, contribuindo para maior intercâmbio entre os participantes da conferência.

Confira as apresentações dos painéis nos links abaixo:

PAINEL “MANEJO SUSTENTÁVEL DE FLORESTAS, RESTAURAÇÃO FLORESTAL E REFLORESTAMENTO”


Moderador: José Carlos Carvalho, Conselheiro do Instituto Inhotim - MG

Apresentações:

Antônio Prado, Assessor Especial - MMA
Ingrid-Gabriela Hoven, Diretora-Geral para Assuntos Globais, políticas e programas setoriais, BMZ

Debatedores:

Roberto Waack, Presidente da AMATA
Elizabeth de Carvalhaes, Presidente Executiva da IBÁ
Sérgio Lopes, Secretário Extraordinário de Regularização Fundiária na Amazônia Legal do Ministério do Desenvolvimento Agrário - MDA/SERFA


PAINEL “MUDANÇA DO CLIMA E POLÍTICAS PARA O COMBATE AO DESMATAMENTO”

Moderador: Gilberto Câmara, Pesquisador, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE

Apresentações:

Carlos Klink, Secretário, Secretaria de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente SMCQ/MMA

Debatedores:

Juliano Assunção, PUC-Rio & Climate Policy Initiative
Carlos Lovatelli, Associação Brasileira de Óleos Vegetais- ABIOVE

 

PROTEÇÃO E USO SUSTENTÁVEL DA BIODIVERSIDADE

Moderador: Claudio Maretti, Presidente - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade - ICMBio

Apresentações:

Ana Cristina Barros, Secretária - Secretaria de Biodiversidade e Floresta do Ministério do Meio Ambiente - MMA
Almuth Ostermeyer-Schlöder, Chefe de Divisão - Divisão para Cooperação Internacional em Área de Biodiversidade - BMUB

Debatedores:

Adriana Ramos - Instituto Socioambiental - ISA
Fábio Feldman - FF Consultoria
Joaquim Belo, Presidente do Conselho Nacional de Seringueiros - CNS


PERSPECTIVAS E DESAFIOS PARA COOPERAÇÃO BILATERAL ENTRE O BRASIL E A ALEMANHA NA TEMÁTICA AMBIENTAL

Síntese temática
Jorge Viana, Senador PT/Acre
Roberto Smeraldi - Amigos da Terra
Fábio Rubio Scarano, Diretor Executivo da Fundação Brasileira para o Desenvolvimento Sustentável

Perspectivas e Desafios
Francisco Gaetani, Secretário Executivo - Ministério do Meio Ambiente - MMA
Embaixador João Almino, Diretor da Agência Brasileira de Cooperação - ABC
Tania Rödiger-Vorwerk, Diretora, Desenvolvimento Sustentável, Recursos Naturais, Economia e Infraestrutura - BMZ
Franzjosef Schafhausen, Diretor-Geral para Políticas Europeias e Internacionais - BMUB


logos seminario brasil alemanha

Quarta, 17 Junho 2015 13:04

Eventos



banner premio biodiversidade
                                                         
     


Prêmio Nacional da Biodiversidade
 
Inscrições: 30 de junho a 22 de outubro de 2016
Cerimônia: 22 de maio de 2017


EVENTOS ANTIGOS:
Programação Mês das Águas
Março de 2017
Olimpíadas MMA 
Julho/Agosto de 2016
Conferência sobre Florestas, Clima e Biodiversidade

19 de agosto de 2015, Brasília/DF
Seminário Internacional Gestão da Água em Situação de Escassez
23 e 24 de abril de 2015, São Paulo/SP

Quinta, 21 Maio 2015 10:32

Prêmio Nacional da Biodiversidade

No Dia Internacional da Biodiversidade, 22 de maio de 2015, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) entregou o Prêmio Nacional da Biodiversidade, em cerimônia, no Palácio do Itamaraty.

O prêmio reconhece o mérito das iniciativas que visam a melhoria ou manutenção do estado de conservação das espécies da biodiversidade brasileira.

Confira os vencedores das seis categorias: organizações não-governamentais; empresas; sociedade civil; academia; órgãos públicos e imprensa, além do eleito por júri popular, que contou com a participação de 63 mil pessoas na votação.


ACADEMIA                                                                                   


VENCEDOR CATEGORIA ACADEMIA E JÚRI POPULAR
Conservação do peixe-boi amazônico na Amazônia brasileira
Iniciativa visa desenvolver pesquisas científicas a cerca da biologia, ecologia, e parâmetros populacionais do peixe-boi de água doce, buscando a redução das ameaças e a potencialização das oportunidades de conservação das espécies a longo prazo. Instituição: Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá | Créditos das fotos: André Dib, Sônia Vill, André Dib | Baixar vídeo (.mp4 - 44 MB)
Projeto Toninhas
Iniciativa visa a reduzir as ameaças que atingem a toninha no litoral brasileiro, principalmente na baía da Babitonga (SC). O projeto desenvolve ações de pesquisa e de sensibilização ambiental dando visibilidade à espécie. Os dados gerados subsidiaram pelo menos três processos de licenciamento ambiental e uma proposta de criação de unidade de conservação com a toninha como espécie bandeira. Instituição: Fundação Educacional da Região de Joinville | Crédito das fotos: Projeto Toninhas/Univille | Baixar vídeo (.mp4 - 57,6 MB)
Conservação do sapinho-admirável-de-barriga-vermelha, espécie criticamente em perigo e extinção no sul da Mata Atlântica
A iniciativa teve como o objetivo localizar novas populações, identificar ameaças, avaliar o status de conservação da espécie e impedir a construção de uma pequena central hidrelétrica na única localidade onde o anfíbio ocorre. Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) | Crédito da fotos: Equipe Herpetologia/UFRGS | Baixar vídeo (.mp4 - 67,2 MB)


EMPRESA

VENCEDOR CATEGORIA EMPRESA
Programa de Valorização do Jaborandi

Iniciativa visa a realização de ações para a conservação da biodiversidade e o estímulo à geração de renda em comunidades extrativistas de jaborandi no norte e nordeste do Brasil. O programa apoia os agricultores familiares no manejo, produção, comercialização sustentável da espécie e no fortalecimento de suas cooperativas e associações. Instituição: Anidro do Brasil Extrações S/A-Grupo Centroflora | Crédito das fotos: Banco de Imagens/Grupo Centroflora  | Baixar vídeo (.mp4 - 44,6 MB)
Conservação e Manejo de Butiá em colaboração com o setor privado em áreas ameaçadas no Sul do Brasil
Iniciativa visa a promoção da conservação em in situ e o uso sustentável da espécie em áreas ameaçadas do Sul do Brasil. As ações de manejo desse projeto tem contribuído para a redução de ameaça das populações dos butiazais como prestadores de serviços ambientais além da redução da fragmentação e aumento da conectividade entre as subpopulações. Instituição: Embrapa Clima Temperado | Crédito da fotos: Créditos das fotos: Rosa Lía Barbieri, Claudete Clarice Mistura, José Eduardo Figueiredo Dornelles, Rosa Lía Barbieri | Baixar vídeo (.mp4 - 56,1 MB)
Efeitos da adoção de técnicas agroecológicas sobre a biodiversidade faunística em cana-de-açúcar
Iniciativa sobre a eliminação dos fatores que impedem a manifestação do potencial ecológico do cultivo de cana de açúcar, buscando a sustentabilidade agronômica bem como melhorias no uso e conservação dos recursos hídricos, redução do uso de insumos químicos e a mitigação do risco de contaminação de trabalhadores e consumidores. Instituição e créditos das fotos: Usina São Francisco - Native | Baixar vídeo (.mp4 - 57 MB)

IMPRENSA

VENCEDOR CATEGORIA IMPRENSA
Boto: Da lenda à ciência, o encanto do príncipe das águas

Iniciativa divulgou o trabalho de quase vinte anos do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, no estudo dos botos cor-de-rosa, na Reserva de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, no Amazonas. A reportagem divulgou também o trabalho do fisioterapeuta Igor Simões, que propôs aliar técnicas de fisioterapia com a interação com os botos cor-de-rosa, surgindo a bototerapia. Veículo: TV Amazonas | Créditos das fotos: Marcelo Vidal, Dirceu Martins, Leonardo Milano | Baixar vídeo (.mp4 - 51 MB)
Preservação do caranguejo-uçá
A reportagem "Preservação do caranguejo-uçá" alerta que crustáceos do litoral paulista acumulam metais pesados causadores de alterações orgânicas e descreve a mobilização de cientistas e autoridades públicas para resolver o problema. Veículo: Revista Pesquisa Fapesp | Crédito das fotos: Eduardo Cesar/Revista Pesquisa Fapesp Baixar vídeo (.mp4 - 36,9 MB)
Tatu Bola
A reportagem sobre o Tatu Bola alerta que a espécie está em sério risco de extinção e enfrenta grandes problemas: a destruição do seu habitat e a caça predatória. Veículo: TV OMEGA LTDA- REDETV! | Crédito das fotos: Marcelo Santa Clara | Baixar vídeo (.mp4 - 45,2 MB) 


ONG


VENCEDOR CATEGORIA ONG
Programa de Conservação do Mico-leão-preto

Iniciativa tem por objetivo garantir populações de Mico-leão-preto viáveis em longo prazo em toda a sua área de distribuição, com maior disponibilidade, conectividade, qualidade e proteção do habitat, promovendo o envolvimento da comunidade local na conservação. O trabalho de três décadas como mico-leão-preto culminou na redução do grau de ameaça para a espécie. Instituição e créditos das fotos: IPÊ- Instituto de Pesquisas Ecológicas | Baixar vídeo (.mp4 - 54,3 MB)
Conservando a Mata Atlântica para manter uma população viável de micos-leões-dourado
Iniciativa tem por objetivo salvar esta espécie do risco de extinção, protegendo a Mata Atlântica e envolvendo uma diversa rede de atores sociais nas ações de conservação. Instituição e créditos das fotos: Associação Mico-leão-dourado | Baixar vídeo (.mp4 - 57,1 MB)
Projeto de Conservação do Papagaio-de-cara-roxa
Minimização das ameaças à espécie e ao seu habitat. Proteção dos sítios reprodutivos, ações de monitoramento, manejo e na sensibilização da sociedade para a preservação da espécie permitiram o aumento da população. A mudança de categoria de ameaça da espécie de vulnerável para quase ameaçada demonstra o sucesso da iniciativa. Instituição: Sociedade de Pesquisa em Vida Selvagem e Educação Ambiental | Créditos das fotos: Rafael da Rivera, Zig Koch, Arquivo SPVS, Zig Koch | Baixar vídeo (.mp4 - 57,4 MB)


ÓRGÃOS PÚBLICOS
VENCEDOR CATEGORIA ÓRGÃOS PÚBLICOS
Projeto Conservação e Manejo do Faveiro-de-wilson, espécie criticamente em perigo

Iniciativa “Projeto Conservação e Manejo do Faveiro-de-wilson”, espécie criticamente em perigo, mostra o esforço da Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte para o aumento do conhecimentos sobre a espécie. Após o início dos trabalhos, foram encontrados mais de 200 indivíduos distribuídos em 16 municípios mineiros. O conhecimento gerado está sendo aplicado no manejo e conservação da espécie e na sua reintrodução na natureza. Instituição: Fundação Zoo-Botânica de Belo Horizonte/Jardim Botânico | Créditos das fotos: @Fernando M.Fernandes/@F.M.Fernandes | Baixar vídeo (.mp4 - 57,8 MB)
Sistema de Informação em Saúde Silvestre SISS-Geo
Iniciativa tem como objetivo atuar como um sistema sentinela para zoonoses emergentes e reemergentes, permitindo e motivando a sociedade a ser parte da construção do monitoramento da saúde silvestre e de boas práticas em conservação e saúde. Instituição: Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) | Crédito das fotos: Programa Institucional Biodiversidade & Saúde da Fiocruz | Baixar vídeo (.mp4 - 44,6 MB) 
Manejo e Conservação de habitats de espécies de peixes anuais encontrados no entorno das obras de duplicação da BR-392
Iniciativa tem como objetivo reduzir os impactos sobre as espécies de rivulídeos ameaçados na área de influência das obras entre os municípios de Pelotas e Rio Grande (RS). Para isso, o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT) mapeou as comunidades de peixes anuais e realizou projetos de resgate envolvendo a sociedade para a conservação das espécies. Instituição e crédito das fotos: DNIT  | Baixar vídeo (.mp4 - 60,9 MB) 


SOCIEDADE CIVIL
VENCEDOR SOCIEDADE CIVIL
Manejo pesqueiro do Pirarucu

Iniciativatem por objetivo realizar o manejo do pirarucu nas áreas das terras indígenas Palmari do rio Tapauá, visando a conservação da biodiversidade e a melhoria da qualidade de vida da população. O projeto alcançou resultados de ordem ambiental e social, aliando a conservação ambiental ao fortalecimento da organização social e a construção de uma alternativa sustentável para a comercialização do pirarucu. Instituição: Operação Amazônia Nativa (Opan) | Crédito das fotos: Adriano Gambarini/Opan | Baixar vídeo (.mp4 - 56,9 MB)
Programa de Recuperação da Biodiversidade Marinha (Rebimar)
Iniciativa tem como objetivo transformar a pesca artesanal uma atividade sustentável no litoral paranaense, contanto com a participação do governo, universidades, pescadores e organizações do terceiro setor. Instituição: Associação MarBrasil | Créditos da fotos: MarBrasil/Robin Loose, MarBrasil/Janaína Bumbeer | Baixar vídeo (.mp4 - 63 MB)
Gestão participativa eficiente e o Sistema de Monitoramento de Uso de Recursos (SiMUR)
Iniciativa tem como objetivo subsidiar a gestão dos recursos naturais do Rio Unini e de suas Unidades de Conservação, a partir do conhecimento providenciado pelos próprios moradores da região. Instituição e crédito das fotos: Fundação Vitória Amazônica (FVA) | Baixar vídeo (.mp4 - 49,1 MB)
O Seminário Internacional Gestão da Água em Situação de Escassez, realizado pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), em parceria com o Ministério das Relações Exteriores (MRE) e o apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em São Paulo, nos dias 23 e 24 de abril, reuniu especialistas e agentes públicos de todo o Brasil para conhecer as experiências de nove nações convidadas para debater sobre o combate à escassez de água. Participaram do encontro a Austrália, China, Espanha, Estados Unidos, Japão, Israel, Cingapura, Uruguai e México.

Veja a seguir, a íntegra do material apresentado pelos países.
(Por se tratarem de apresentações realizadas em evento internacional, alguns conteúdos estão disponíveis em inglês ou espanhol)


AUSTRÁLIA

A reforma hídrica na Austrália envolveu interesses políticos e econômicos. O desenvolvimento de mercados hídricos foi fator crucial para se ter água disponível para todos. Diante dos problemas enfrentados, a Austrália entendeu que o planejamento para o setor deve transcender para outras agencias governamentais. Foi necessário estabelecer direitos claros, envolver as comunidades e desenvolver sistemas de comercialização da água. Além disso, foi essencial uma estrutura cooperativa e multifacetada.

Tema: Arcabouço institucional e de governança, política e regulação | Palestrante: David Downie

Tema: Preparação para crises futuras, previsão, planos de contingência e medidas preventivas | Palestrante: Tony Wong

Tema: Gestão da escassez utilizando instrumentos econômicos e balanço das demandas; Tecnologias de tratamento de esgotos e efluentes | Palestrante: Stephen Gray


CHINA

A maioria das secas na China aconteceu nos últimos 20 anos. A seca intensa de 2009 a 2011 impactou significativamente a economia do país. Foram adotadas medidas estruturais como investimentos em infraestrutura hídrica; projetos de emergências para secas e de reservação de água; bombeamento/transferência de água e armazenamento. As medidas não estruturais adotadas pelo país estão relacionadas à política e à regulamentação, além do estabelecimento de padrões técnicos para classificação da severidade das secas. 

Tema: Gestão das secas na China | Palestrante: QuYanping

Tema: Instrumentos econômicos para gerenciamento de água na China | Palestrante: Luo Lin
 

ESPANHA

São princípios gerais da gestão da água na Espanha: a unidade de bacia hidrográfica, o planejamento de longo prazo (revisto a cada seis anos) e a gestão integrada, levando em conta os componentes social, econômico e ambiental. O país desenvolveu um plano especial de alerta à seca. Entre 2001 e 2010, foi estabelecido um plano para o sistema geral de regeneração e reutilização de águas residuais urbanas da região de Murcia, que é o maior projeto de reutilização do mundo, premiado internacionalmente. O país conta com 50 grandes depuradoras.

Tema: Gestão da seca em entornos de escassez – a experiência da bacia mediterrânea do Segura | Palestrante: Miguel Angel Ródenas

Tema: Experiências no enfrentamento de situações de secas em grandes núcleos urbanos: a gestão eficiente de secas em Madri | Palestrante: Francisco Cubillo
 

ESTADOS UNIDOS

O foco da apresentação foi o estado da Califórnia, onde há mais água no Norte do que no Sul. Há dependência da água das montanhas (neve) e da chuva. A seca mudou a visão do sistema de abastecimento. O primeiro passo para reverter a situação foi implantar o racionamento de água em 25%, com pagamento adicional de uso excessivo. O racionamento foi significativo e teve uma resistência inicial da população. Mesmo após a passagem do período de seca, as restrições foram mantidas. O trabalho é parar ter água agora e no futuro, com metas para 2017. Os estudos atuais mostram uma demanda constante, estável, resultado da economia e comprometimento dos usuários.


Tema: Gestão de situações de seca | Palestrante: Paula Kehoe.

Tema: Geração de valor com a tecnologia GE ZeeWeed: reúso de água nas cidades e indústrias como ferramenta para combater a escassez | Palestrante: Marcus Vallero.

Tema: Reúso de água usando membranas e tratamento terciário como uma fonte confiável de água para a indústria | Palestrante: Henia
acubowicz

√ Tema: Soluções tecnológicas para atenuar a crise hídrica | Palestrante: Paulo Bom
 

JAPÃO

No Japão, a seca é um problema social. É utilizado um “Manual geral sobre medidas contra a seca”, dividido em três partes: informações gerais, ações preventivas e ações durante a seca. A seca fez o país economizar água, reduzir a pressão de suprimento e estabelecer a limitação água/hora. Algumas medidas adotadas pelo país foram a gestão da pressão, o controle por medidores, os reparos rápidos nas instalações (detecção e conserto de vazamentos). O Japão adota a reutilização de águas residuais e pluviais. 

Tema: Gestão da escassez hídrica em serviços públicos de água no JapãoPalestrante: Masahiro Shimomura

Tema: Sugestões de TOTO produtos de poupança de água | Palestrante: Ryota Tsuda

Tema: Tecnologias de tratamento da água Toray | Palestrante: Marcelo Bueno Prado

Tema: Tecnologia de reúso e reciclagem para redução de consumo de água na Oji HoldingsPalestrante: Katsuyukikadota
 

ISRAEL

A questão hídrica em Israel não pode ser tratada como uma crise, mas uma realidade. Israel possui recursos naturais escassos, mas se vale de outros recursos como a cultura, a inovação e o empreendedorismo. O país tem um déficit de 45% de água. No país, a Lei da Água estabelece, entre outras questões, que o dono da terra não é o dono da água, a precificação da água (preço real para um bem escasso) e o valor arrecadado são aplicados na melhoria da infraestrutura hídrica e rede de abastecimento.

Tema: 67 anos superando a crise hídrica | Palestrante: Boaz Albaranes

Tema: Equipamentos e sistemas para reúso de efluentes e dessalinização de água do mar | Palestrante: José Roberto Ramos

Tema: Como as tecnologias de Big Data podem auxiliar a gestão eficiente de águas urbanasPalestrante: Vinícius Battistelli Lemos

Tema: Gestão de Perdas | Palestrante: Shimon Constante

Tema: Sistemas de irrigação de alta eficiência | Palestrante: Carlos Alberto Barth


CINGAPURA

Cingapura é um país pequeno, que não tem território para armazenar água. Considerando o histórico de pouca chuva dos últimos 50 anos, houve a necessidade de desenvolver fontes alternativas de oferta de água: água reutilizada também chamada de nova água, água importada da Malásia, represas para água da chuva e dessalinização. O país conta com 100% de abastecimento de água potável e 100% de saneamento, com instalações modernas que não poluem as fontes hídricas.

Tema: História da água em Cingapura | Palestrante: Yapkheng Guan


URUGUAI

O Uruguai é um país pequeno, mas ambientalmente bem posicionado. Está em primeiro lugar da América Latina no abastecimento de água potável, com um atendimento de 98% da população. O país conta com uma empresa de água de 130 anos de história. A empresa se encarrega de levar água potável para todo o país. O país conta com 120 plantas potabilizadoras. Esse sistema permitiu a ampliação do abastecimento. A UPA é transportável e de rápida instalação e funcionamento, sendo uma boa solução para a situação de escassez.


Tema: Plantas potalizadoras compactas e móveis para situações de emergências ou definitivas | Palestrante: Emílio Gonzáles

:: ASSISTA TAMBÉM: Vídeo sobre plantas potabilizadoras
 

MÉXICO

O México é um país com baixa disponibilidade hídrica e uma má distribuição de água no seu território, com uma concentração ao Sul do país. O modelo de planejamento e gestão da água contempla também o enfrentamento das secas. Cada região hidrográfica possui um programa específico de medidas contra a falta d'água. Assim, o governo consegue manter a população informada. O México tem uma experiência de sucesso na área de pagamento por serviços ambientais, chamado Fundo da Água, que envolve governo, setor privado e sociedade civil. O Fundo da Água tem como objetivo demonstrar a importância da preservação dos ecossistemas para a segurança hídrica.


Tema: Problemática da água no México | Palestrante: Jorge Macedo

Tema: Fundos de Água como contribuição à segurança hídrica no México | Palestrante: Fernando Veiga

Fim do conteúdo da página