Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Áreas Protegidas > Programas e Projetos > Programas e Projetos > Componentes do Projeto GEF-Terrestre
Início do conteúdo da página

Componentes do Projeto GEF-Terrestre

O Projeto GEF-Terrestre é composto por 5 componentes:
1 Criação de Unidades de Conservação
2 – Manejo nas Unidades de Conservação e áreas adjacentes
3 – Restauração de áreas degradadas
4 – Avaliação do risco de extinção de espécies da flora e fauna
5 – Integração e relação com comunidades

Componente 1

Criação de Unidades de Conservação

Este componente tem como objetivo apoiar a criação de Unidades de Conservação em biomas onde ainda é muito baixo o percentual de áreas protegidas (Caatinga, Pampa e Pantanal); e contribuir para o alcance da meta nacional de biodiversidade nº 11, conforme definida pela Comissão Nacional de Biodiversidade – Conabio (Resolução CONABIO nº 6 de 3 de setembro de 2013 ):
“Até 2020, serão conservadas, por meio de unidades de conservação previstas na Lei do SNUC e outras categorias de áreas oficialmente protegidas, como APPs, reservas legais e terras indígenas com vegetação nativa, pelo menos 30% da Amazônia, 17% de cada um dos demais biomas terrestres e 10% de áreas marinhas e costeiras, principalmente áreas de especial importância para biodiversidade e serviços ecossistêmicos, assegurada e respeitada a demarcação, regularização e a gestão efetiva e equitativa, visando garantir a interligação, integração e representação ecológica em paisagens terrestres e marinhas mais amplas.”

Linhas de ação:

  • Estudos para a criação, ampliação ou readequação de limites de Unidades de Conservação;
  • Avaliações ambientais, socioculturais, econômicas e fundiárias;
  • Consultas públicas e material de divulgação; e
  • Planos de sustentabilidade financeira.
Fim do conteúdo da página