Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

SP - Cunha


Imagem

Projeto PDA 094-MA
VIVER NA MATA ATLÂNTICA: Recuperação de Matas Ciliares junto a Agricultores Familiares da Estância Climática de Cunha - SP

 
 
 
Serra Acima - Associação de Cultura e Educação Ambiental
Praça José Olímpio, 18 - Centro 
Cunha/SP
CEP: 12.530-000
TELEFONE: (12) 3111-1744
FAX: (12) 3111-1744 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O município de Cunha localiza-se entre as Serras da Quebra-Cangalha, Bocaina e do Mar, abriga as nascentes e grande área das Bacias Hidrográficas dos rios Paraitinga e Paraibuna, formadores da grande Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul. Possui duas unidades de conservação de proteção integral, o núcleo Cunha-Indaiá do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM) e parte do Parque Nacional da Serra da Bocaina, totalizando uma área de aproximadamente 12.500 ha legalmente protegidos dentro do município. Esta condição ambiental associada ao "modo de vida" rural de sua população, imprime na região características importantes para a construção de sociedades sustentáveis. Os problemas passam pela falta de políticas públicas e investimentos para uma proposta de desenvolvimento regional sustentado. No meio rural, a implantação de técnicas e tecnologias agropecuárias incompatíveis com sua realidade sócio-ambiental que levou a cidade a um processo de degradação ambiental, exclusão social, associado ao êxodo rural e enfraquecimento econômico. Mesmo as áreas protegidas são alvos de caçadores, coletores de palmitos juçara (Euterpe edulis) e queimadas para agricultura e pastagens. No restante da área, de modo geral, o município de Cunha e sua região de entorno, possui apenas pequenas áreas de remanescentes florestais, devido ao processo de substituição da floresta nativa por pastagens e culturas anuais de subsistência familiar. Estas áreas de agropecuária, hoje se encontram em elevado grau de degradação de solo, assoreamento dos rios, nascentes destruídas e erosão genética. Conseqüentemente, a produtividade agropecuária também vem diminuindo ao longo dos anos e a população em elevado processo de empobrecimento e êxodo rural. O objetivo central desta proposta e o desenvolvimento de modelos demonstrativos para Conservação da Mata Atlântica, por meio da Recuperação Ecológica de Matas Ciliares e Nascentes fundamentada em processos participativos para o levantamento da realidade local, planejamento e implantação de ações concretas de recuperação ambiental aliada ao fortalecimento da Agricultura Familiar e da Agroecologia na região das Nascentes da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul.


            

 

Fim do conteúdo da página