Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

RS - Três Arroios


 

Projeto PDA 203-MA
Projeto de implantação e desenvolvimento de sistemas agroflorestais (SAFs) voltados ao resgate e valorização das espécies nativas e crioulas em especial as com potencial medicinal.

 
 

 

 

 

 

 

 

 





Ficha Resumo

 

 

Associação para o Desenvolvimento da Agroecologia nos Municípios de Três Arroios, Aratiba, Barra do Rio Azul e Itatiba do Sul - ADATABI
Rua XV de nOvembro, ap. 01, 336, Centro
Aratiba, RS

CEP: 99.770-000
TELEFONE: (54) 3376-1037

FAX: (54) 3376-1488
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo. 

 


Este projeto pretende implantar áreas experimentais de sistemas agroflorestais em propriedades de agricultores familiares agroecológicos, na perspectiva de gerar referencias e aprendizados para o conjunto dos grupos e famílias de agricultores com os quais a ADATABI atua e suas organizações (associações, sindicatos, cooperativas, movimentos sociais), sobre este método de cultivar a terra associando uso e preservação dos recursos naturais, bem como resgatar e desenvolver conhecimento, métodos e técnicas de valorização e comercialização prioritariamente das espécies vegetais nativas com potencial para uso medicinal e seus derivados. E com isto, contribuir na melhoria das condições ambientais da região e a qualidade de vida (renda, diversidade alimentar, saúde, envolvimento e participação social) das famílias agricultoras. As atividades de implantação de áreas experimentais de Sistemas Agroflorestais serão desenvolvidas em áreas cedidas pelas famílias agricultoras pertencentes aos grupos acompanhados pela ADATABI. A seleção das áreas de implantação de SAF`s, bem como, os viveiros, será definida em reuniões realizadas com os grupos com os quais a ADATABI trabalha. As atividades de manejo dos SAFs serão desenvolvidas em forma de mutirões entre famílias/ grupos propiciando uma geração de conhecimento e diálogo de saberes entre agricultores e técnicos envolvidos. Para termos maior segurança sobre as espécies que iremos trabalhar será feito um levantamento considerando vários aspectos das mesmas, com isto iremos ter uma melhor leitura de quais as espécies com maior potencial. Este levantamento vai compor uma lista básica das espécies foco do projeto. Também serão desenvolvidas oficinas sobre preparo e uso das ervas medicinais e outros produtos possíveis de produção em SAF`s. Serão realizadas visitas de intercâmbio entre os grupos envolvidos no projeto bem como para outras regiões onde experiências de sistemas agroflorestais ou de ervas medicinais, frutas nativas e produtos dos SAF`S estão em processo mais avançado. As áreas de SAF`s que serão implantadas terão a função de gerar conhecimento e acumulo metodológico para posteriormente motivar outras famílias e grupos.

     

Fim do conteúdo da página