Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

RJ - Teresópolis 174-MAp


Imagem

Projeto PDA 174-MA
Parque Nacional da Serra dos Órgãos: Ampliando a escala de conservação

 
 
 
 
ITEN - Instituto Terra Nova
Av. Marechal Floriano 38, sala 902 - Centro 
Rio de Janeiro/RJ 
CEP: 20.080-007
TELEFONE: (21) 2213-0107
FAX: (21) 2213-0174 
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O presente projeto tem como objetivo principal a realização de estudo técnico para ampliação do Parque Nacional da Serra dos Órgãos, localizado na região serrana do Rio de Janeiro, em área crítica de expansão urbana. As cidades de Petrópolis e Teresópolis já ocupam o entorno imediato da UC em várias áreas e crescem em ritmo acelerado (cerca de 300 mil e 180 mil habitantes, respectivamente). A proposta do estudo inclui detalhado levantamento das condições atuais da vegetação e do uso do solo através da utilização de ferramentas de geoprocessamento e de trabalhos de campo. Além disso, as áreas potenciais para incorporação terão sua situação fundiária pesquisada para subsidiar a redação de decreto de ampliação e futuros trabalhos de regularização a partir de recursos de compensação ambiental. As áreas identificadas como potenciais para incorporação também já serão incluídas nos trabalhos de planejamento e zoneamento do parque que estão em andamento para atualização do Plano de Manejo. Apesar de ser uma das Unidades de Conservação mais estruturadas do país, o PARNASO tem um plano de manejo completamente desatualizado, tendo sido produzido em 1979 e publicado em 1980. A obsolescência do plano de manejo cria inúmeras dificuldades para a gestão do eco-turismo e para o ordenamento da ocupação no entorno do parque. Os produtos deste projeto serão importantes no processo de atualização do Plano de Manejo já iniciado. Este projeto surgiu por iniciativa da equipe responsável pela administração da UC e por sugestão de membros do Conselho Gestor do PARNASO em função da insuficiência da área atual do parque para garantir a preservação dos atrativos naturais da região.


        

Fim do conteúdo da página