Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

BA - Itamaraju


Imagem

Projeto PDA 076-MA
Recuperação Florestal e Desenvolvimento Sustentável no Vale do Jucuruçu

 
Imagem
 

TERRA VIVA - Centro de Desenvolvimento Agroecológico do Extremo Sul da Bahia 
Rua Librdade 657 - Bairro Liberdade, Casa
Itamaraju/BA 
CEP: 45.836-000
TELEFONE: (73) 3294-1963
FAX: (73) 3294-3413
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

http://www.centroterraviva.org.br

A região extremo sul da Bahia possui os maiores remanescentes contínuos de mata atlântica do nordeste do Brasil, em especial os Parques Nacionais do Descobrimento e do Monte Pascoal. No entorno destas áreas existem inúmeros menores fragmentos espalhados principalmente pelas propriedades de agricultura familiar. Esses fragmentos sofrem diversos tipos de agressões: queimadas, invasões de animais, isolamento, pressão pelo desmatamento para implantação de cultivos. Também, nessas áreas de entorno localiza-se uma população de agricultura familiar tradicional convivendo com esses redutos de biodiversidade. Esta realidade aplica-se a região do Vale do Rio Jucuruçu, considerada de extrema importância biológica para conservação, onde se encontram no mínimo 16.000 pessoas que sobrevivem explorando familiarmente o cacau, a bovinocultura e o roçado de mandioca, milho e feijão em propriedades com 20 hectares de tamanho médio. Atualmente, as 'manchas' remanescentes de mata, em estado original ou secundário, se estendem por toda a região, não existindo mais maciços significativos do ponto de vista de tamanho, mas sim fragmentos de biodiversidade, geralmente nos topos das elevações, nascentes ou fragmentos cercados de pastagens. Neste tipo de mata, os remanescentes representam menos de 5% da área original. Além destes fragmentos, ocorrerem áreas com altíssima biodiversidade florestal, nos cultivos agroflorestais de cacau.

 

              

 

Fim do conteúdo da página