Imprimir esta página

Fontes de Financiamento Climático

Para facilitar o acesso dos interessados em propor projetos na área de enfretamento à mudança do clima, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) produziu o Quadro Resumo de Fontes de Financiamento de ações voltadas para o setor. A lista reúne fundos e instituições financeiras de todo o mundo que disponibilizam recursos para iniciativas desenvolvidas por entidades brasileiras. Há opções de financiamento em temas como mitigação e adaptação à mudança do clima.

O quadro resumo traz informações sobre o funcionamento de cada fundo e os critérios de elegibilidade para a apresentação de projetos. Também foram disponibilizados dados como os mecanismos de financiamento disponíveis, os trâmites para o acesso a recursos e a existência, ou não, de contrapartida. Na listagem, há instituições financiadoras de natureza multilateral, bilateral, nacionais e dos governos de países como Alemanha, Holanda e Japão.

A listagem foi feita a partir de um inventário de fundo climático publicado pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), em 2015. No documento, foram detectadas 91 fontes de financiamento de projetos para todo o mundo. Deste total, o MMA localizou 58 fontes onde o Brasil se insere o Brasil de maneira explícita ou indireta.  É, portanto, uma listagem abrangente, mas não exclusiva de fontes.

O Financiamento do Clima é considerado pela Convenção-Quadro das Nações Unidas de Mudança do Clima (UNFCCC, na sigla em inglês) como um dos meios de implementação da agenda. No entanto, é um tema amplo por envolver grande quantidade de instituições. Essas entidades incluem fontes financiadoras, bancos, programas com prazos estabelecidos ou não, iniciativas de governos doadores ou receptores, organizações não governamentais e outros agentes.

Clique aqui para ver as Fontes de Financiamento